As noites em Angola #2.08

(Mainga, Luanda)
As insónias. Mais uma vez as insónias. 
Com a idade tenho vindo a dormir cada vez menos. Tenho uma dificuldade enorme em adormecer. Tudo pertuba o meu sono esteja onde estiver... à excepção da Madeira. Mas, por Lisboa, pelo Porto, por cá... ainda não encontrei o padrão para adormecer com facilidade.
Desta vez a culpa não é da almofada. A Dona Antónia, a proprietária da pensão onde estou, fez questão de ter uma almofada como gosto. 
Por isso, eu deito as culpas
- às circunstâncias e ao seu poder em me desafiarem constantemente;
- à força que às vezes me invade e que me leva a agir de acordo com as regras.
- à consciência que não me deixa descansar ponderando sempre se agi de acordo com o que me diz o coração. 
- ao coração que, cada vez mais, não sabe onde pertence. 
- à imaginação que me leva a passear à chuva quando estou num país quente.
- à vontade que tenho em partilhar a minha vivência cá convosco.
Dados da foto:
Autor: eu
Data: 03-Julho-2010
Local: Luanda, Angola



Música: Humanos - A Culpa é da Vontade (ver vídeo)

4 comentários:

  1. O mar aí é inclinado? :D

    Não sei se o que tenho se pode chamar insónias, pois mais cedo ou mais tarde adormeço (às vezes muito mais tarde)... não culpo a almofada mas sim algumas das coisas que aí referes... é a vida...

    ResponderEliminar
  2. gosto de ter um livro seca na cabeceira, costuma resultar, por isso é que demorei 10 meses a ler o último livro, duas páginas e caía para o lado :)

    ResponderEliminar
  3. sim, chico ainda tenho problemas com a linha do horizonte! :S Deve ser por eu própria ser meia-torta.
    :) Vai ao FB tens lá mais. ;)

    Kris: mas, eu leio... e quanto mais leio mais entusiasmada fico com a história.
    :S

    ResponderEliminar
  4. tem que ser um livro seca, com os outros não dá, agora ando a ler um que me tira o sono, é lixado, humf

    ResponderEliminar