A ilha da Madeira

Como é normal, nesta época, a ilha fica cheia de luz.
É enfeites de Natal, é luz por todo o lado. É tão gira a Madeira nesta época. :)

Mas, como nem tudo o que luz é ouro... o meu Natal não foi assim tão bom.
Vou-vos contar porquê...

Bem, a minha avó materna tem 80 anos e apesar de ser a mais velha de 9 irmãos é a mais saudável. A diferença entre idades é abismal.
A minha avó tem um irmão com sindrome de Down. Esse meu tio-avô já tem, pasmem-se, 60 anos.
Ele sempre esteve aos cuidados de uma irmã. Essa minha tia-avó já tem 66 anos. É solteira e entrou em depressão. Foi hospitalizada no dia 22 à noite. O meu tio, que já não anda foi para a casa da minha avó.
É escusado dizer que a minha avó com os seus 80 anos não tem força e energia para cuidar do meu tio.

Foi um corropio. Era por turnos, eu com as minhas tias (filhas e noras da minha avó), as minhas primas (filhas dos meus tios-avós), etc... Entretanto, os irmãos da minha avó uniram-se e decidiram colocá-lo num lar.
O meu tio-avô vai para um lar. Dia 2 de Janeiro começará uma nova vida. Irá conhecer novas pessoas e todas as semanas irá ter lá irmãos e sobrinhos a visitá-lo.

Foi um Natal diferente. Andamos mais preocupados do que o normal. Mas, foi engraçado. Diferente.

Dia de Natal e dia 26

Cá em casa não abrimos nada à meia-noite.
Pois, o meu pai a essa hora está a trabalhar. A tasca costuma encher sempre na missa do galo. :)

Por isso, abrimos as prendas no dia 25 pelas 11h da manhã. Primeiro vamos (eu, irmãos solteiros, pai, mãe) tomar o cacau à casa da minha tia Rosa, voltamos e em casa dos meus pais, já com os irmãos casados e sobrinhos abrimos as prendas.

Este Natal, recebi uns quantos presentes. Devo andar a me portar bem. ;)



No dia 26, rumamos todos à casa da minha avó. Confusão.
8 filhos, genros, noras, 22 netos, 2 bisnetos, casais amigos e o meu tio-avô.
A minha avó este ano decidiu oferecer uma prenda personalizada a cada neto. Ou seja, este ano não foi "natal ferrero rocher".
Da minha avó recebi dois livros:













E do meu amigo secreto, que foi a minha tia Luísa, recebi um pijama da Hello kitty.

Tanta coisa boa. ;)

19ºC


The WeatherPixie


Roam-se de inveja. ;)
Mal cheguei, à hora do almoço, coloquei logo o casacão de lado. :D

FELIZ NATAL



Beijinhos,
P.

Vôo com destino à Madeira

Amanhã, por esta hora já estou dentro do avião em direcção a casa.



Serão 8 dias aproveitados ao máximo.
Ida à casa da avó materna, ida ao cemitério visitar a avó paterna. Ida às casas da M., da O. e da S., o jantarzinho do costume. Ter os meus sobrinhos à perna sempre com perguntas. A confusão na cozinha com a minha mãe a dar instruções, o meu pai a querer fazer coisas diferentes e o meu irmão J. a contar as calorias de cada prato. A ida à casa da minha tia R. no dia de Natal para beber cacau. A troca de presentes em casa dos meus pais. O dia de Natal a jogar trivial, monopólio, party&Co., à bisca ou ao casino(jogo de cartas madeirense). A confusão que é o dia 26 em casa da minha avó. A troca de presentes que envolve quase 50 pessoas. :) Os bolos das minhas tias. As anedotas novas que os meus tios contam. As anedotas velhas.
O sorteio ao final do dia para a troca de presentes do ano seguinte.

E o regresso a Lisboa... para mais um ano.

Pai Natal BC

Hoje recebi a minha prenda.
Dois livros. Um da minha whishlist e outro como surpresa.











Obrigado butterfly-noir.

Jantar de Natal

Ontem, e apesar de tudo o que aconteceu com o carro ainda consegui ir a um jantar de Natal. O grupo de amigos é o que estudava em Coimbra e que agora trabalha em Lisboa.
Tivemos troca de presentes e depois ainda passeamos pelo bairro alto.

O meu amigo secreto que já me conhece bem, ofereceu-me este livro:

Já deve estar cansado de me ouvir queixar de dietas. ;)

O convívio foi fabuloso. Adoro estar com eles.
São os meus amigos, compinchas, colegas, etc.

sem travões

Hoje eu e o G. cometemos a maior loucura da nossa vida.
Metemo-nos no carro e dirigimo-nos a uma oficina.
Fizemos o percurso todo sem travões no carro. Bem, ele ainda conseguia travar, mas, a pressão era bem pouca e nunca vi o G. puxar tantas vezes o travão de mão.
Durante o percurso julguei que ia nos acontecer o pior.
Mas, correu tudo bem. Fomos bastante cuidadosos e o carro está novamente bom. ;)

a não tanto tempo assim

Até a uns anos atrás admirei imenso um certo jogador de futebol.
Falava de modo diferente dos outros. Parecia simples, rigoroso e até jogava bem futebol. Mas, o que mais admirava nele, além das pernas e cu ;), admirava o sorriso. De morrer.
Nos últimos tempos ele diferenciou-se pela negativa. Ficou violento e começaram a chamar-lhe de velho. :(

Ontem, depois de um péssimo dia de trabalho e ansiando chegar a casa para me colocar ao lado do aquecedor não é que dei de caras com ele?
Sorriu-me.
Deve ter achado piada a ver uma tipa da minha idade ainda a se babar por ele. :)
Ganhei o dia. Fui contentíssima para casa.



Quando cheguei a casa contei ao G.
- Vi o Rui Jorge. Está igual. Bonito e sorridente como sempre.
- Viste ? Ya e depois?

Os homens não nos percebem.

outro fim-de-semana prolongado

Na sexta tirei mais um dia de férias.
A manhã foi passada na repartição de Finanças nº14 de Lisboa.
A tarde foi passada a ver o meu saldo bancário a diminuir, ou seja, a fazer compras.

Coisas para a casa nova, os últimos presentes de Natal e alguma coisa para mim. ;)
Sim, porque ... se eu não gostar de mim, quem gostará? ;)

As compras jã estão todas feitas. Agora posso me preocupar, novamente, só com a casa nova.

No sábado depois da ida ao ginásio vegetamos em frente à Tv e ao leitor de DVD. Muito bom, recomenda-se.
O G. nem para ir buscar um copo de água se levantava. Pequenas baboseiras que dou.

Hoje, é o dia dele passar a ferro.

Ele também engoma. Não quer se especializar. Quer fazer de tudo um pouco. E depois tem a mania que só o que ele faz é que está bem. Sorrio. É típico de homem. Deixá-lo pensar que sim. ;)

Amanhã é dia de trabalho. Inicia-se uma semana inteira...

aniversário da 'mã

A minha mãe faz hoje anos. Uma boa dezena.
Ela já não gosta que mencionemos a idade.

Feliz aniversário 'mã.

Jinhos grandes,
a filhota.

Surpresa

Hoje tive uma agradável surpresa.
:)
Estava eu a sair do ginásio quando o meu telemóvel toca. Era a F.
Já não via a F. desde setembro, quando fui visitá-la depois do nascimento da filha dela, a Inês.
A F. é madeirense, tirou o curso comigo mas, casou com um coimbrinha. E consequentemente vive em Coimbra.

Veio a Lisboa às compras.
Fiquei feliz da vida.
Almoçamos juntas, a Inês foi o centro das atenções. Vai fazer já 4 meses. O T. - marido da F. - continua igual.
Foi tão bom. Passeámos pelo Parque das Nações um pouco e depois ela lá teve que ir à sua vida e eu à minha.

Mas, foi tão bom matar saudades. :)
Foram umas horas tão bem passadas. Amei estar com eles.

patxocas muito contente. :D

rescaldos do jantar BC

O que faz o excesso de trabalho e a falta de tempo para cuscar os blogs? Perder certas informações importantes. :)
Não é que anda por aí uma menina a produzir coisas líndissimas.

Hoje no Jantar de Natal do BC fui apanhada de surpresa. Entre livros, cd's, dvd's e cusquices não é que surge uns saquinhos cheios de coisas lindas!!
Apaixonei-me por este:

Foi amor à primeira vista. ;)
Até perguntei se podia mesmo ficar com ele. Adorei-o.

Na altura pensei que seria um excelente presente de Natal para a irmã do G. Mas, agora, e depois de o ter experimentado no meu pescoço, decidi ficar com ele.

Prendas de Natal - v1.03

Já devem estar fartos de mim e das minhas prendas. Daquelas que não sabia o que eram e tal... ;)

Pois, ontem peguei em mim e fui até à Baixa.
Primeira paragem na FNAC, presente para o Pai, o meu, não o Natal. :D

Os meus irmãos mais novos decidiram, está decidido. A ideia foi minha mas, precisava de apoio de alguém... senão a minha mãe ainda pode pensar que não gosto dela.
A história é simples, o meu pai quando namorava com a minha mãe, isto a mais de 31 anos, iam sempre ao cinema às sextas-feiras ver filmes de todo o tipo. A excepção está quando estava em cartaz filmes do Bruce Lee, em que o meu pai ia ver o mesmo filme duas a três vezes. Minha mãe cansou-se. Bruce Lee morreu. O meu pai ficou apaixonado para sempre. :)

Para a minha mãe comprei um saco na MISAKO. Cheio de cores, mas cores simples e quase neutras. Estou farta de ver a minha mãe sempre com malas ou sacos pretos.

E pronto... Já comprei as mais complicadas.
Agora só falta os livros das colecções dos sobrinhos e os auscultadores com micro para o meu irmão mais novo.
E mais nada, porque este ano há uma casa a ser mobilada em simultâneo.
:)

P.S. - Falta o do G.
Porque sogros e companhia... cada um compra para os seus pais e o presente é de ambos. Não consigo comprar algo para alguém que não gosta de nada. (hups, pequeno desabafo)

Prendas de Natal - v1.02

Já viram como andam as lojas?
Os centro comerciais?
As ruas?
Apinhado de gente cheias de sacos de compras.

Não consigo estar nestes sítios. Dá-me dores de cabeça.
No sábado fui ao Freeport. Mas, só lá fui pelas 19h. Rica hora. Calmo, pouca gente. Muito bom. Ah, não comprei nada para oferecer. :P
Mas, já fiz a minha listinha.
Acho que o presente mais complicado continua a ser o da minha mãe. Qualquer ideia é bem vinda.

Prendas de Natal

Ainda não comprei um único presente de Natal. :(
Não tenho tido tempo algum.
Estou cheia de trabalho e todos os pequenos minutinhos extra são para tratar de problemas relacionados com a casa nova.

Hoje tirei o dia. Ya, grandes férias... Tanta coisa para tratar... Uma casa nova requer alguma disponibilidade.
Vim a casa almoçar e cuscar um pouco pelos blogs. Vejo Oprah. Tenho saudades de descansar. :D


Alguém quer fazer as compras de Natal por mim? Acho que só as vou poder fazer no próximo dia de férias... dia 9. ;)
Tenho que ir agora aos correios. Há certos postais que têm que ser enviados.

BOM fim-de-semana.

Irmãos

Até ontem tive o meu irmão A. por perto.
Ele esteve cá uma semana. Ficou em casa da namorada. Sim, porque a irmãzinha é fixe e tal mas, para companhia prefere a C.. :)
A C. está no segundo ano de Direito na UL. Disse que precisava dele, que tinha saudades, que a época de exames está a chegar e pronto, o A. pegou no saco e apanhou o Boeing em Santa Cruz.

Já estava com saudades do meu mano.
De conversar sobre tudo e nada.
De falar sobre coisas que só 'nós' sabemos e te ter por perto alguém com sotaque madeirense.
Ouvir ah rapariga é música para os meus ouvidos. E falo com ele todos os dias no MSN. :)

Por mais saudades que tenha dos meus manos e da M.,O., e da S. o engraçado é que nunca coloco a questão de voltar de vez para a Madeira.
No entanto, considero-a a minha casa ou o meu refúgio. ...

Jantares de sábados

Mais um sábado, mais um jantar feito pelo G.
;)
Adivinhem só o que lhe pedi. Não foi lasanha, não foi empadão, foi... SOPA. Uma simples sopa de alho francês.

E acho que fui mázinha.
-"Mas, quais são os igredientes da sopa? Que é que metes na sopa? Que medidas é para a sopa? Como sei que está tudo cozido?" etc, etc, etc...

No final, arrependi-me. :) A sopa não estava grande coisa.
Pode ser que com a repetição a 'coisa' melhore. ;)
Para a semana é a lasanha.
Já imprimi a receita e acho que não tem nada que se enganar.

Harsh Realm

Aos sábados, pelas 15h30m dou por mim a correr para casa e ligar a TV.
Canal: SIC Radical.
Programa: Harsh Realm.
A série é baseada numa série de comics da autoria de James Hudnall e Andrew Paquette.


Aconselho vivamente. ;)

RSS Reader

Como resultado do post da S. andei a explorar melhor o RSSReader.
Usava-o somente para receber as notícias do Público e mais umas internacionais de outros jornais.

Pois,... andei a testar e voilá... Cada vez que vocês actualizam o vosso blog eu recebo o conteúdo da actualização. E depois, basta clickar em Open in browser e vou directamente ao post e estou pronta a comentar. ;)

Oh, S. já viste onde me meteste?
Agora, vou andar mais presente por aqui. :D

ambientes natalícios

Nesta altura começo a sentir mais saudades de casa.
Da porcaria da música ambiente lá no Estreito. A Junta de Freguesia coloca colunas de som nas ruas principais da Vila e a partir das 9 da manhã há música de Natal a altos berros... eu moro numa das ruas principais.

Da confusão que a minha mãe consegue gerar com a compra das prendas de natal.
Da confusão que a minha avó gera ao tentar comprar prendas para todos os netos (natalsocks, como dizem os meus irmãos e primos.)

Da confusão que é a Madeira nesta altura do ano.
Eita, povo consumista.

Ah,... e da iluminação de Natal que invade o Funchal.

Viciada em OST's

Tal como a P. sou viciada em OST.
A minha mais recente descoberta é:

Passei o fim-de-semana todo a ouvir. ;)
O fim-de-semana foi passado na cidade da Guarda.
O G. tem as suas raízes no fim do mundo. Demoramos mais a chegar lá do que chegar à Madeira. ;)
A culpa é do Peugeot.
A velocidade que ele atinge não tem nada a ver com a velocidade do Boeing que apanho para ir a casa.


Nota-se que já estou mais folgadinha em trabalho, não?

Capa

Graças às mãos de fada da T também já tenho uma capa para proteger os meus livros. Muito Obrigada, T.

Gostei tanto que estou até a pensar oferecê-la.
Pois, eu sou assim, só quero o melhor para os outros. ;)


É gira, não é?

Hello stranger!

Ontem cheguei a casa cedo.
Sem 'nada' para fazer e sem vontade de ler coloquei um DVD no leitor.


Este filme é daqueles que me toca imenso. Não consigo descrever. Cada vez que o vejo penso sempre nos relacionamentos que já tive e no que tenho.
A vida é feita de coindidências, de encontros e de mal entendidos!

E uma coisa estranha, este filme lembra-me o "Amor Acontece" e não consigo perceber porquê.

Será por falar do Amor com tanta profundidade?

Nova regra cá em casa

Sou de uma família numerosa (7 filhos), e onde a maioria são homens (5 irmãos + pai), e onde as tarefas sempre foram divididas. O meu pai cozinha, os meus irmãos passam cera no chão, limpam wc, limpam lustres, apanham roupa e dobram, fazem de tudo.
Por isso, no ínicio fez-me confusão o G. dizer que a mãe dele nunca lhe obrigou a fazer isso. Ela sempre fez isso por ele.

Pois, bem... cá em casa a tradição mantêm-se e dividimos as tarefas.

Não tenho razão de queixa.
O único mal é que quando é ele a cozinhar, ele cozinha sempre as mesmas coisas, o que eu detesto, porque enjoo com facilidade de comidas repetitivas.
E quando vou fazer algo novo manda sempre 'bitaites' sobre como fazer mesmo sem saber o que é que vou fazer. :)
Pois, por causa disso, decidimos, por 51% dos votos - os meus, porque os dele só valem 49% :) - que aos sábados, quem cozinha é ele.

Só que, para ele não cozer massa com atum, eu dou-lhe sempre a ementa. E depois, ele faz tudo sozinho na cozinha.
Este fim-de-semana, a ementa era: peito de frango com arroz de cenoura.
Como já era um prato mais elaborado quando comparado com os anteriores, ele fez o percurso entre cozinha e sala mais vezes:
- como tempero os peitos de frango?
- não preferes arroz simples?
- queres salada de alface?
- Oh P., qual é mesmo a medida de arroz?
:D

A regra já dura a três semanas. Tenho que começar a complicar-lhe mais a vida.
Os bifes com arroz branco foi fácil.
O bacalhau cozido, idem.
Graças aos peitos de frango com arroz de cenoura, começo a achar que tenho sido boazinha. :)
Acho que para a semana vou lhe dizer que me apetece lasanha. ;)

Visual novo?

Uso óculos desde os 15 anos...Ena, há tanto tempo. :)
Uso-os sempre para ler e trabalhar... Bem, não é sempre, é às vezes!
Depois da última consulta de rotina no oftalmologista e de me aperceber que as lentes teriam que ser renovadas - menos grau e mais grau no valor para a correcção do astagmatismo no olho esquerdo e direito, respectivamente - optei por mudar também a armação.
Tenho os mesmos óculos desde os 21 anos. Já são bem velhinhos.

A compra não foi fácil. Estava tão habituada aos aros antigos que estava sempre a fazer comparações. Mas, lá sempre me decidi, por uns em massa e castanhos. É verdade que o G. deu uma ajuda preciosa senão ainda estaria lá na óptica.
patxocas new glasses
Agora terei um novo visual. Mas, só no trabalho e quando estou a ler. :D
Talvez um dia ganhe coragem e consiga andar mais tempo com eles. Só me iria fazer bem, diz a oftalmologista.

Não vos custa sair da cama de manhã com este frio?

Eu, hoje, levantei-me da cama, liguei o esquentador, verifiquei como estava o tempo e voltei a me meter no vale dos lençois e agarrei-me ao G. como nunca. :)

Mas, mais tarde, lá tive que me levantar...

E cá estou eu em mais um dia de trabalho.

Porto


Um dos maiores clientes da empresa é a MCH, Sonae.
Eu tenho estado envolvida em alguns projectos de lá.
Esta semana - que para mim teve 3 dias - estive lá a semana toda. Quarta, Quinta e Sexta-feira. :)

Gosto de lá estar. As pessoas são mais calorosas, mais simpáticas... mas, detesto a cor da cidade.
O Porto é escuro. Os passeios são todos numa pedra escura. As casa são escuras.
Tanta falta de cor leva-me a ficar triste.
Falta cor naquela cidade. A única coisa bem branquinha por lá é o estádio do Dragão.
Os prédios são quase todos cinzentos. :(

Não gosto.
Ah, e também não gostei de não me terem avisado que a Avenida da Boavista é separada a meio pela Rotunda da Boavista (aka Praça Mouzinho de Albuquerque). É que por causa desse pormenor, percorri a parte errada à procura do hotel. :P
Afinal, era só entrar na Avenida ao lado da casa da música.

E adorei visitar a Casa da Música. Está fabuloso. Na próxima ida ao Porto assistirei a um concerto. Seja lá o que estiver em cartaz. Adorei estar dentro da Casa da Música.
Parabéns aos portuenses pela excelente casa de espectáculos.

Ah, e outro pormenor que no Porto é diferente de Lisboa. ... Já viram a quantidade de comida que deitam nos pratos? É demais, é comida a mais. :D

só um mau dia?


Acho que hoje identifico-me com a C. e o seu estado.

"Esta gente" queixa-se de tudo.
Se não é do café que parece água de castanhas é das máquinas, se não é do pc é das pessoas que não nos ouvem, se não é dos pseudo-surdos é dos tolos que se fazem de burros, se não é deles é do software, se não é do software é do tempo, se não é do tempo é do local, se não é do local é da comida, se não é da comida é d...
duh...

Quando é que vão aprender a ser mais tolerantes e acima de tudo ter respeito pelo esforço dos outros?

Vou passar a me queixar mais, ser intolerante e esforçar-me menos. Pelos vistos só assim somos ouvidos. :(
Mas, isso não seria contra os meus príncipios? Não iria contra a educação que recebi?
Não seria o nascimento de uma outra ptx?


Minha Alma by Maria Rita
"A minha alma
Está armada e apontada
Para a cara do sossego
Pois paz sem voz
Não é paz, é medo
Às vezes eu falo com a vida
Às vezes, é ela quem diz
Qual a paz que eu não quero conservar
Pra tentar ser feliz
...
"


Imagem: Ordem e Caos de M.C. Escher

Depois de longos 15 anos, a mãe da M. desistiu de lutar contra o cancro. Faleceu.
Nunca se queixou. Passou 15 longos anos a ver o seu corpo sucumbir à doença. Ficou sem um peito, perdeu o cabelo,..., o cabelo cresceu, perdeu novamente cabelo, ficou sem o outro peito, perdeu ainda mais cabelo. Estava cansada. O cancro apoderou-se do seu corpo.
A M. sempre disse: "ela nunca se queixa. Ela só quer que as idas ao hospital parem. Ela fica cansada cada vez que lá vai"
E pararam. No dia 22 de Outubro a mãe da M., a Sra Conceição, faleceu.
A M. agora só tem o irmão. Estão sozinhos em casa.
Como diz a M.: "é o resultado de famílias pequenas e de filhos solteirões".
:) Só mesmo a M. para ter humor em alturas destas.
Ela tem uma força de vontade extraordinária. E nunca está pessimista. É refilona, crítica mas, está sempre a rir e acha que tudo vai acabar bem.

A M. nos últimos 6 meses estava em casa a cuidar da Mãe. Saiu do emprego onde estava e inscreveu-se no desemprego.
Ontem, telefonou-me toda contente:
- "Ptx, acho que a minha mãe já conheceu São Pedro. Telefonaram-me do desemprego e já tenho trabalho."

Aqui, quero deixar o meu agradecimento à Sra. Conceição pela fantástica filha que educou e pela grande amiga que se tornou.
Obrigado.
E força M. para a nova etapa da tua vida. Cá estarei para te apoiar.

Conversa com o P.

Ptx - Parabéns, amor!
P - Já fiz. Não sabes que fiz anos às 4 da tarde. Fiz 7 anos.
Ptx - Já fizeste? ah, não me lembrava da hora.
P - Olha, já li a história que me mandaste. Quantos livros falta para acabar a colecção? É que eu já não preciso de desenhos nos livros.
Ptx - Ainda falta três!
P - Tantos?!
...
P - Tia, gostei do estojo do Benfica. Obrigado. Compraste no estádio da Luz? Estava lá os jogadores? Viste a águia?
Ptx a tentar dizer alguma coisa
Eu gosto do Simão. Ele estava lá? Viste o jogo contra o Porto? o G. ficou chateado? deixa-me falar com ele.
Ptx - Ele não está. Ele foi ao estádio do Dragão ver o jogo do Porto contra o Inter.
P - Foi? e tu não foste com ele? ah... tu és menina.
Ptx não sabe se fica chateada ou se sorri
P - Ptx, os meus amigos da escola estão cá. Vieram todos. Queres falar com o meu melhor amigo? é o L.. Queres falar com ele?
...
Olha, vou passar à minha mãe.
P desliga o telefone.
:)

Gostei de o sentir feliz. A voz dele estava histérica e ele estava muito, mas mesmo, muito feliz.

19 de Outubro de 1998

O dia em que tu e o teu irmão decidiram conhecer os vossos pais pessoalmente, foi dos mais complicados para mim.
Tu sobreviveste e o A. faleceu pouco depois.
Tu nasceste primeiro ou foi o A.? Já nem me lembro.
A tua mãe, minha irmã, passou um mau bocado.
Ao pouco foste ocupando o espaço reservado para dois. Conseguiste preencher parte do vazio deixado pelo A. e o mérito vai todo para ti.
Sempre quiseste mais irmãos. E quando o H. nasceu ficaste contentíssimo e com facilidade dizes:
- "Tenho dois irmãos. O A. que foi para junto do Jesus e o H. que é um 'mosquito eléctrico'"
Ainda pedes por mais irmãos. Dizes que 2 é pouco quando comparado com a casa da avó.
:)
Hoje fazes anos. 7. Passaram num instante.
Dizes que já és um rapaz grande, que sabes cuidar do H. e que já sabes ler e escrever e que és benfiquista como o avô.

Sabes que não tenho preferências. Mas, por teres chegado primeiro ocupaste um lugar especial no meu coração. Por isso, para mim, serás sempre o meu amorzinho que me dizia
- 'Ptx., quero xumo'.
eu pedia-te a palavra mágica
- 'fax fávor', dizias tu derretendo-me o coração.
Hoje, és grande! e ainda me pedes sumo usando a palavra mágica.

Parabéns P.
Feliz dia!


Gosto muito de ti. ;)
E ontem casou-se a J., foi um casamento de sonho.
A J. emocionou-se várias vezes e deixou-nos a tod@s emocionados.
Estive com ex-colegas de curso que já não via a algum tempo.
A P. contou-nos novidades. O JS. comunicou à malta que vai ser pai.
O V. contou-nos sobre as férias em Moçambique, etc, etc...





Foi bom estar com pessoas que já não via a algum tempo.
Além de ver a J. super-feliz e sempre com um sorriso na boca.
:)

Cúmulo do cansaço

Sabem qual é o cúmulo do cansaço?
Adormecer na esteticista com ela a nos arrancar todos os pêlos.

Não imaginam a vergonha que passei. :)

Cansaço

Não estou triste. Não estou em estado de depressão. Simplesmente cansada.
Estou enfiada num projecto complexo e estou sozinha. Tenho dado tudo de mim e vejo tudo a andar muito lentamente para meu gosto.
Adormeço cansada, acordo cansada.
Chego a casa e meto-me no quarto.
Pego num livro e as palavras fogem-me.
A enxaqueca aparece.
Fecho os olhos e nada vejo.
Ninguém aparece nos meus sonhos.
Penso em nada.
Quero dormir mas o sono tarda a chegar.
Ligo a TV e as imagens passam repetidamente entre os meus olhos.
... que sensação de inutilidade.
Não há nada que faça desaparecer este cansaço?


Devo estar a precisar de fazer algo diferente.
Tenho que melhorar a minha disponibilidade mental para poder sorrir.
A J. vai casar no domingo. Tenho que estar feliz por ela.
E ela será que está feliz por mim?

outras amizades

Na sequência do post anterior iniciei uma breve reflexão sobre as amizades que tenho cá em Lisboa.

Além dos colegas de curso, que são todos homens, que também por Lisboa trabalham não tenho mais ninguém além d@s meus amig@s BC.

O BC ajuda a manter saudável a minha mente.
Adoro estar com el@s. Sou tímida, nunca falo muito mas só o facto de estar na presença de pessoas que têm os mesmos problemas que eu, que gostam das mesmas coisas que eu e que acima de tudo são tão altruístas faz-me acreditar que o BC é das melhores coisas que me aconteceu. :)
O G. diz que é uma seita, mas percebe que depois de um encontro BC chego a casa mais sorridente e cheia de ideias malucas e com vários tópicos de conversa novos, como
- "Vamos ver serenity?"
G - "Não acredito que tu, TU queres ver esse tipo de filmes. Nem parece teu."

É pois graças `@s meus/minhas amiguinh@s do BC que a minha adaptação a Lisboa tornou-se mais fácil.

A todos os bookcrossers, Obrigado!

P.S. - É lamechas eu sei. Mas, a culpa é da chuva. :)

MOSP

Talvez devido à C. ou por culpa da F. comecei a pensar nas minhas amizades mais antigas.
A M., a O. e a S..
Somos amigas desde o 5º ano de escola. A quase 20 anos. Minha nossa. :D
A O. é madrinha de casamento da S., a M. é madrinha da filha da S., eu serei madrinha do filho da S., a S. será madrinha de casamento da O., a M. não quer casar e a O. e a S. e eu apoiámos-a.
Somos amigas a tanto tempo que até estranham sairmos ainda juntas.
No Verão vamos sempre acampar no fim-de-semana do Rali Vinho Madeira. Agora também vão os +1 e herdeiros. :)
No Natal mantemos a tradição e continuamos a efectuar 'o amigo secreto' e trocamos prendas entre as 4.
Telefonamo-nos nos anos, telefonamo-nos no Natal, no Carnaval, enfim telefonamo-nos quando nos apetece.
Os emails entre nós não funciona. Não resulta. Bem tento, mas se uma delas recebe um email meu telefona-me.

Gosto muito delas e sei que elas gostam muito de mim.

Obrigado por serem minhas amigas de armas. ;)

11-0

Pois é,
Um certo partido continua a dominar a região madeirense. :)
Até a Junta de Freguesia de Machico virou pela primeira vez laranja.
O mérito vai todo para as bases do Partido. A escolha para os candidatos às câmaras e à juntas têm sido inteligentes.
A 4 anos não acreditei no candidato do PSD à autarquia, AG. Não tinha experiência política e era independente. Também não tinha esperanças que os outros fossem eleitos, mas, votei na alternativa.
Hoje, AG é militante e devido à sua formação em gestão tem demonstrado que é competente, coerente e honesto. Tomou medidas drásticas no combate à pobreza em Câmara de Lobos e mais umas quantas medidas pouco populares. Sofreu imensas críticas, mas o certo é que o trabalho realizado nos últimos 4 anos agrada.
O concelho de Câmara de Lobos tem evoluído. A nível cultural, a nível social e infra-estrutural.
Tive que dar a mão à palmatória. :)
Tal como eu outros deram e o AG foi eleito com 65% dos votos.
Parabéns.


Os 11-0 significa o número de Câmara ganhas pelo PSD na Madeira versus o número de Câmaras ganhas por outros partidos. E não é ditadura. É trabalho feito, porque nas legislativas, o PSD costuma descer 15%-20% na percentagem dos votos.

Maria Rita

O primeiro CD tocou e tocou e ainda toca.
Sei as letras todas.

Este CD começou a rodar hoje.
O G. detesta isto em mim. Quando gosto de um CD ouço e ouço e ouço e nunca mudo o CD. Só se chegar um novo a casa. ;)


A maioria das músicas estão a entrar lentamente no ouvido.
Transcrevo um excerto da letra da música que acho ser a melhor:
"... mas muito pra mim é tão pouco
e pouco é um pouco demais
viver tá me deixando louca
não sei mais do que sou capaz
gritando pra não ficar rouca
em guerra lutando por paz
muito pra mim é tão pouco
e pouco eu não quero mais
....
... veja
a qualidade está inferior
e não é a quantidade que faz
a estrutura de um grande amor
simplesmente seja
o que você julga ser o melhor
mas lembre-se que tudo o que começa com muito
pode acabar muito pior"

Filme: Must love Dogs

Acabei de chegar do cinema.
Bem, não cheguei agorinha... Já cheguei a algum tempo, mas tive que tirar a roupa da máquina e estendê-la antes de vir para o vício. :)

Fui ver "Must Love Dogs".

Gostei. Não tinha lido o livro e estava curiosa em relação ao filme.
Não é o tipo de filme do G., ele teve uma 'entrada em produção' e não foi. ;)
A história é simples e mais realista do que os filmes românticos que anda por aí.
Gostei do filme e gostei ainda mais por não ter chorado.
Sim, eu sou daquelas que chora desalmaldamente nos filmes.

Saí do cinema com uma vontade enorme de ler ou rever o "Doutor Jivago".
Quem for ver este filme irá perceber porquê.
Bem, já é tarde.
Durmam bem.

E bom fim-de-semana.

InterCasa

Ontem estive quase 5 horas na Intercasa.
Cheguei cansada a casa. Mesmo cansada.
Mas, gostei de muita coisa do que vi. :)
Os tons este ano, para acessórios, são o rosa, o verde e o laranja acastanhado.
Vi edredons lindíssimos, candeeiros fantásticas e cadeiras fabulosas e com ar de confortáveis.
Camas, só gostei de uma e era carérrima.
Sofás, gostei de dois e entre eles ainda estou indecisa.
Quanto ao resto, bem, o G., para variar perdeu muito tempo a ver os electrodomésticos preferidos dele: home-cinema e plasmas.
E eu reduzi-me à minha pequenez quando visitei a "Casa Ideal".

Aquilo não era uma casa ideal. Era uma casa de sonho. Enorme.
A secção da casa que mais gostei foi do quarto do casal. Estava simples e LINDO. Adorei.
O G. gostou do Jaguar que estava na Garagem. :) E da sala de TV.

Foi giro.
Gostei de lá ter ido. Tirei ideias engraçadas.
Pena não ter a conta bancária adequada para grande parte dos produtos que estavam por lá à venda como um sofá lindérrimo por 7000€. Vão lá colocar preços para a China.

Feng Shui

Os estudos que tenho feito com a planta da casa nova e o Bagua são baseados na breve descrição que aqui coloco.
Noto que a disposição dos móveis melhora um pouco em relação à projecção inicial.


"O estudo da circulação das energias nos ambientes e o mapeamento e activação dos pontos energéticos, por meio do Bagua, constituem o trabalho de Feng Shui.
Mas o que é o Bagua?
É uma figura octagonal, ou seja, tem oito lados, cada um deles conhecido como "gua", que representa uma energia ligada a nossas vidas. Observando a figura fica mais fácil identificar os lados ou "guas": do trabalho, da sabedoria, da família, da riqueza, do sucesso, do amor, da criatividade, dos amigos e da saúde.

Essas energias estão em todos os ambientes, em pontos específicos determinados pela aplicação do Bagua sobre a planta deste ambiente."
Mais informações aqui.

Empate

Tive que ir a um caixote buscar os cachecóis. :)
O ambiente aqui em casa esteve engraçado.
O G. a torcer pela equipa dele e eu calma e serena a ver a minha a jogar bem.

O empate foi justo.

Mudança

Decidi mudar!
Decidi deixar de esperar pela data da escritura e decidi mudar.
Estou cansada das desculpas da empresa responsável da obra do prédio.
Afinal, eles ainda não tinham feito o registo de propriedade do prédio e sem isso não é possível fazer a escritura da casa.
As estimativas iniciais era para a escritura ser realizada em Fevereiro de 2005. As vistorias não correram bem :(. Consequentemente, os certificados de habitabilidade demoraram a chegar. E finalmente, alguém foi de férias e esqueceu-se de dar entrada do registo de propriedade nas Finanças.

Tenho cenas empacotadas!
Tenho compras feitas!
Tenho visto o G. a fazer de tudo para apressar o processo.
Tenho uma folha excel com preços de mobília, lojas, descontos, etc.
Tenho estudado o Feng-shui da futura casa e acho que já conheço os cantos todos.
Tenho tentado negociar com o G. um animal doméstico. (nota - ele não quer!)
Tenho andado cansada. :(
O G. finalmente disse as palavras mágicas: "mais mês menos mês..."

Por ter desistido de me preocupar com isso, decidi mudar de casa. E como não posso fazer, por enquanto, a mudança física, irei mudar virtualmente.
Por isso, e a partir de agora, esta é a minha nova casa.
Aqui desabafarei!
Aqui devo deixar cair alguma lágrima.
Aqui sou capaz de dar umas boas gargalhadas.
Aqui vos contarei as minhas peripécias culinárias.

Aqui irei servir-vos chá com queijadas da Madeira. :)

Bem-vind@s à minha nova casa virtual!