Série : The Brink (S1 - 2015)

E a acabar o ano, eis que surge na Tv lá de casa, uma das melhores comédias do ano. 
Sei que chego tarde. 
Nunca é tarde para dizer bem. 




Bem escrita, com dialógos que fazem lembrar as Gilmore Girls de tão rápidos que são e com um elenco cinco estrelas.

Excelente para ver todos os dez episódios seguidos, no fim-de-semana prolongado que está a chegar. 


2015 em Livros






Contos bárbaros
The Chimes
Forever, Interrupted
O que fazem mulheres
Dez Anos Depois
The Storied Life of A.J. Fikry
Se Eu Fosse Chão
Biografia Involuntária dos Amantes
Furiously Happy: A Funny Book About Horrible Things
The People in the Trees: A Novel
After I Do
Os Investimentos Públicos em Portugal
After You
As Benevolentes
Desatar o Nó do Luto
Holy Sh*t: A Brief History of Swearing
Rosa Candida
Thinking, Fast and Slow
I'll Drink to That: A Life in Style, with a Twist
In a Land of Plenty

2015 em Imagens

Janeiro

Janeiro

Fevereiro

Abril

Julho

Agosto

Agosto / Setembro

Setembro

Setembro

Dezembro
do meu instagram

2015 em Albums - Top 10

EL VY - Return To The Moon

Alabama Shakes
Sound & Color
Iron And Wine & Ben Bridwell
Sing Into My Mouth

Sufjan Stevens
Carrie & Lowell
Blur
Magic Whip 
Benjamin Clementine
At Least For Now 
Sharon Van Etten
I Don't Want to Let You Down
Laura Marling
Short Movie
The Decemberists
What a Terrible World, What a Beautiful World
Tame Impala
Currents
Villagers
Darling Arithmetic

Música Advento 2015 #23



Michael Caine and the Muppets - Thankful Heart (Muppet Christmas Carol)


Música Advento 2015 #22



The Killers, Elton John and Neil Tennant - Joseph, Better You Than Me



Música Advento 2015 #15



Tom Waits - Christmas Card From a Hooker in Minneapolis (versão ao vivo)


Nascidas a 10 de Dezembro


Ada Lovelace - 10 de Dezembro de 1815 
Clarice Lispector - 10 de Dezembro de 1920 
Mãe - 10 de Dezembro de 1951

Às três devo o que faço, o que penso e o que sou. 



Música Advento 2015 #10


Chris Cornell - Ave Maria


Música Advento 2015 #08

No feriado, a minha preferida. 


The Pogues Featuring Kirsty MacColl - Fairytale Of New York



Livro: Biografia Involuntária dos Amantes de João Tordo


Biografia Involuntária dos Amantes by João Tordo
My rating: 5 of 5 stars


Duas das partes que mais me marcaram:


"Que é feito de ti?"
Encolhi os ombros. "Nunca mais me vi. Se me encontrares, avisa-me." 

"As pessoas perdem-se." 
"É verdade." 
Sorri. 
(Página 414)

"Existirá um momento que defina o resto da nossa vida?
É uma questão estúpida e dotada de um enorme grau de hipocrisia, uma vez que se esse momento existir - (...) - é tão inútil perguntar por essa ínfima possibilidade como rezar a Deus para que aconteça. Aqueles a quem a sorte bafejou têm mãos a ingrata tarefa de explicar aos outros que esses momentos existem apenas para os que nunca se perguntaram por eles, ou seja o contrário do que estou a fazer neste instante. E se assim for, anulamos a possibilidade de uma teologia e entregamos a nossa vida às mãos do acaso, do impensado; da volatilidade a que somos condenados a partir do momento em que nos encontramos, sem qualquer razão plausível, neste mundo. Se o acaso impera, então nascemos por acidente, sem que nenhuma entidade divina nos projectasse; na ausência dessa entidade, o tal momento definidor das nossas vidas não pode ser procurado ou salvaguardado numa oração. Ao mesmo tempo, não existe qualquer teologia que nos aquiete. A que existe repousa na redundância: Deus criou-nos somente para regressarmos a Ele. Garante-nos a vida, mas não nos garante mais nada. E a vida é, por definição, uma caminhada absurda cujo final é sempre idêntico. Por que razão não nos deixou Deus em paz, ou seja, inexistentes? Nesta lógica incongruente, o Criador coloca-nos neste mundo à mercê de tudo o que é terreno, suculento e carnal, desafia-nos a experimentar e, no final, tira-nos tudo aquilo que nos deu. Reféns da teologia, somos uma piada de mau gosto; reféns do acaso, somos vítimas da ínfima possibilidade. Nesta miséria a que estamos votados, sentimo-nos incompletos e assaz melancólicos. A essa melancolia chamamos vida adulta."
(Páginas 93 e 94)




Música Advento 2015 #07



Dave Mathews, Tim Reynolds - Christmas Song

Música Advento 2015 #03



The Magnetic Fields - Everything Is One Big Christmas Tree



Música Advento 2015 #01

Se existem pessoas que admiro são as que trabalham em lojas comerciais e que têm que aturar as músicas de Carnaval e de Natal todos os anos. Todos os anos a mesma playlist. Todos os anos a mesma música bem alta. 

No Natal em particular, em qualquer lado que se vá, ouve-se todos os anos playlists desactualizadas. 
Se a mim custa estar num local onde a música está muito alta, ainda custa mais se a música é sempre a mesma durante o tempo de permanência. Só me apetece sair dali. 

Podem chamar-me de music snob - não seria a primeira vez - mas gostaria de partilhar convosco músicas de Natal bonitas, agradáveis e que não furam os tímpanos.  

A partir de hoje, e até dia 24 de Dezembro, irei colocar cá no blog 24 das minhas músicas de Natal preferidas. 


Sufjan Stevens-Put The Lights On The Tree