They say it has no memory #16


Há três anos descobri o teu engano. Ouvi promessas de que tudo mudaria.
Eu, achava e acho que três é demais. 
E a minha chama iludida e apesar de acesa afastou-se.
Já não me lembro de ouvir um homem sem pensar na mentira que ele pode estar a ocultar.

Silence is golden #14


Música: The National - Terrible Love

ALA entrevistado por RAP

"Ó Ricardo, não sei, ainda não morri. Mas a gente não pode levar a morte a sério. Há que aceitar a morte como a impostora que é."
António Lobo Antunes (Entrevista na Visão nº921)

"They´re just moments. They´re not life…" #20


I miss....


Pushing Daisies


Ned: Everything we do is a choice. Oatmeal or cereal. Highway or side streets. Kiss her or keep her. We make choices and we live with the consequences. If someone gets hurt along the way we ask for forgiveness. It's the best anyone can do.




Smile of the day #20


Silence is golden #13

Soltas #20

A malevolência nasce de sentimentos negativos como a solidão, a tristeza e a raiva. Vem de um vazio dentro de nós, que parece ter sido esculpida com uma faca, um vazio com que ficamos quando uma coisa muito importante nos é tirada. 
Na sopa miso de Ryu Murakami
P.S. - Este foi, talvez, dos livros mais 'nojentos', que já li até hoje. 

Porque os sábados são como os Natais #17

Já pratiquei desporto a sério e tentei sempre ser a melhor. Sou de estatura baixa e por isso esforçava-me o dobro para ou saltar o mesmo que a minha irmã ou ter pernas para conseguir ser rápida como as minhas amigas. 
Apesar de não ter continuado a praticar desporto como antes continuo a ser extremamente competitiva.  Quando jogo futebol com os gajos, quando jogo bowling ou mesmo quando participo num simples rally-paper - como o de sábado que foi organizado pela empresa - gosto de fazer de tudo para ganhar.
A minha equipa ficou em 4º. Fomos roubados. :)

Silence is golden #12

It is requisite for the relaxation of the mind that we make use, from time to time, of playful deeds and jokes.
 Thomas Aquinas

Musicoterapia: Say

Porque esta música fez parte do fim-de-semana.

Música: John Mayer - Say

"They´re just moments. They´re not life…" #19

Alice Harford: Millions of years of evolution, right? Right? Men have to stick it in every place they can, but for women... women it is just about security and commitment and whatever the fuck else!
Dr. Bill Harford: A little oversimplified, Alice, but yes, something like that.
Alice Harford: If you men only knew...
from movie: Eyes Wide Shut

Autor da fotografia: Damon Lynch
Ver mais aqui.

Aqui não há amor para acontecer

Venho por este meio avisar a todos os internautas que aqui vêm parar, que neste estaminé o amor não acontece. 
Aqui A Paixão Acontece.  
Porque tal como na vida, tudo é efémero.

Once divided...Nothing left to subtract...

Depois de falar com o meus pais ao telefone fico sempre com aquela lágrima no olho, aquela lágrima que quer molhar a cara mas que não tem força suficiente para ultrapassar o obstáculo da pálpebra. 
Depois de falar com os meus pais ao telefone fico sempre com aquela sensação de vazio, aquele vazio que parece que só é preenchido quando estou na Madeira.  
Depois de falar com os meus pais ao telefone questiono-me, quase sempre, se esta é a vida que eles sonharam para mim.
Depois de falar com os meus pais ao telefone tenho a certeza de que eles ficam felizes por me sentir feliz. 
Por isso quando falo com os meus pais ao telefone, muitas vezes finjo...para não os preocupar.


Música: Pearl Jam - NothingMan (ver vídeo)

Silence is golden #11


Soltas #19

"Sim, Deus me perdoe. Porque um anjo é suficiente para mim. Não sou nenhum santo. Por isso, digo-te: os anjos podem dar-nos um vislumbre do Paraíso, mas também nos partem o coração."
A doçura da chuva de Deborah Smith 

Porque os sábados são como os Natais #16

Tenho imensas dificuldades em dormir. :(

Musicoterapita: Man on the Moon

Just remember. "If you believe ..." You can do it.

Música: REM and Eddie Vedder - Man on The Moon

Filme: Dois dias em Paris

A lista de TBS tem vindo a aumentar. O DVD está cá em casa graças à colecção do Público. Ainda bem que cá estava porque acabei de ver um dos melhores filmes desta colecção. Gostei tanto que transcrevo apenas uma parte de um diálogo do filme. :)



Marion: Break up, break down. Drunk up, fool around. Meet one guy, then another, fuck around. Forget the one and only. Then after a few months of total emptiness start again to look for true love, desperately look everywhere and after two years of loneliness meet a new love and swear it is the one, until that one is gone as well. There's a moment in life where you can't recover any more from another break-up. And even if this person bugs you sixty percent of the time, well you still can't live without him. And even if he wakes you up every day by sneezing right in your face, well you love his sneezes more than anyone else's kisses.

Silence is golden #10


They say it has no memory #15

"A lot of fun stuff happens when you go out on a bike compared to when you're in a car. You're more in the environment. It's enjoyable. Even when It's raining It's still fun."
Stone Gossard
Tenho saudades de andar de bicileta.

"They´re just moments. They´re not life…" #18

Andrew Largeman: You know that point in your life when you realize the house you grew up in isn't really your home anymore? All of a sudden even though you have some place where you put your shit, that idea of home is gone. 
Sam: I still feel at home in my house. 
Andrew Largeman: You'll see one day when you move out it just sort of happens one day and it's gone. You feel like you can never get it back. It's like you feel homesick for a place that doesn't even exist. Maybe it's like this rite of passage, you know. You won't ever have this feeling again until you create a new idea of home for yourself, you know, for your kids, for the family you start, it's like a cycle or something. I don't know, but I miss the idea of it, you know. Maybe that's all family really is. A group of people that miss the same imaginary place. 
from the movie: Garden State 
Autora da fotografia: Anik Messier
Ver mais aqui.
Hoje é o dia da cidade de Câmara de Lobos.

Soltas #18

"Six hundred thousand people died, and the total damage was more than a trillion dollars. But the loss to art, to history, to science - to the whole human race, for the rest of time - was beyond all computation. It was as if a great war had been fought and lost in a single morning; and few could draw much pleasure from the fact that, as the dust of destruction slowly settled, for months the whole world witnessed the most splendid dawns and sunsets since Krakatoa.
After the initial shock, mankind reacted with a determination and a unity that no earlier age could have shown. Such a disaster, it was realized, might not occur again for a thousand years - but it might occur tomorrow. And the next time, the consequences could be even worse. 
Very well; there would be no next time. "
RendezVous With Rama by Arthur C. Clarke

Musicoterapia: Bird On A Wire

Porque esta é uma música que me tem acompanhado imenso nas últimas semanas.

Música: Leonard Cohen - Bird on a wire

Filme: As canções de Amor

Ama-me menos, mas por mais tempo. 


O amor anda no ar. O amor não é planeado. O amor é sincero. O amor é verdadeiro. O amor leva ao ódio. O amor é triste. O amor é mentiroso. O amor torna-nos forte. O amor é ilimitado. O amor tem prazo. O amor é fodido. O amor é inconstante. O amor não tem razão. O amor pode levar à indiferença. O amor não se explica. O amor acontece.
De um conjunto de DVDs que tenho cá em casa, acho que da colecção Ipsilon do Público, este foi um dos que optei por ver nos últimos tempos. É um musical e surpreendeu-me... porque o amor pode acontecer quando menos esperamos. 
O que continua a fascinar-me é a  capacidade que temos em apaixonarmo-nos por alguém levitarmos em cada beijo para depois surpreendermo-nos com a rapidez com que o amor acaba e a indiferença instala-se.

Silence is golden #09


They say it has no memory #14

Ray: Do you have any idea how rare it is to find a girl who's into science fiction, who doesn't have everything pierced?
Cassie: How do you know I haven't?
Já não me lembro de usar máscaras para esconder quem sou verdadeiramente.

"They´re just moments. They´re not life…" #17

Ruth: Are you married?
The Ghost: Certainly not.
Ruth: Gay?
The Ghost: No.
Ruth: Did you have a -
The Ghost: I had a – a – a -
Ruth: What? Girlfriend?
The Ghost: Well a bit more than that.
Ruth: Partner?
The Ghost: A bit less than that. I don’t know, 40 thousand years of English language and there’s no word to describe our relationship. It was doomed.
from movie: The Ghost Writer
Autor da fotografia: Andrew Osokin
Ver mais aqui.

Livro: Um dia

Emma e Dexter. Dex e Em. Em e Dex.
Emma e Dexter conhecem-se numa noite.
A última noite da vida de estudante. 
A primeira noite da vida como futuros trabalhadores.

A empatia entre a Emma e o Dexter aumenta, as emoções despertam, a amizade é uma montanha russa e só no fim da sua travessia se transforma em amor, no camuflado amor que os acompanhou desde aquela noite que foi a véspera de um dia que os marcou para sempre.
Entre a noite em que se conheceram e durante quase 20 anos o livro apresenta-nos a vida de Dex e Em no dia de St. Swithin's. Os seus amigos, os seus amores, os seus dissabores, os jantares de comemoração, as chamadas telefónicas realizadas às 4 da manhã, o mau humor, os planos que não se concretizam, as viagens em conjunto, a fama, o trabalho que não os realiza, os casamentos dos amigos, a vida a sós, a vida a dois ou a três, a tristeza e a felicidade.
Adorei, adorei este livro e passei as últimas trinta páginas com lágrimas nos olhos.
Além de ter lido muitas pérolas, houve uma frase que me marcou imenso, que é algo mais ou menos como esta: "Amo-te mas já não gosto de ti".

Smile of the day #17

Soltas #17

"(...)- Isso quer dizer o quê?
- Rigorosamente nada. Quer dizer, não me importa. Adoro. Mas um dia gostaria de escrever um livro para gente crescida. É o que eu sempre quis escrever, um grandioso e furioso romance sobre o estado da nação, qualquer coisa ousada e intemporal que revele a alma humana, não um monte de tolices sobre andar aos beijos a rapazes franceses em discotecas. Não é duro que baste, hã? Talvez não, mas talvez seja simplesmente o que acontece. Começas por querer mudar o mundo pela linguagem, e acabas a pensar que é suficiente contar umas quantas anedotas com piada. Meu Deus, estás a ouvir isto? A minha vida como forma de arte!
Ele deu-lhe uma cotovelada.
- Que foi?
- Estou contente por ti, só isso. (...) Estás finalmente a fazer o que sempre quiseste fazer."
Um dia de David Nichols

Pra Quem Mora Lá, O Céu é Lá

Sempre que posso vou ao CCB. Adoro passear por lá e ver as novidades da colecção de um dos meus patrocinadores da licenciatura. :)
No passado sábado, dia 2 de Novembro, passei a tarde no CCB. 
Uma exposição que adorei foi a dos Gémeos brasileiros, "Pra Quem Mora Lá, O Céu é Lá". Estive uns 30 minutos a admirar os murais. Além de ter gostado muito da arte visual apresentada a música que escolheram para a sala da exposição foi de mestre. Glósóli de Sigur Rós
Vejam o vídeo que infelizmente não tem o som ambiente de lá.

A colecção do Berardo é que já não tem nada a ver com o que vi há um ano atrás. 
Dados da foto:
Autor: eu
Data: 02-Outubro-2010
CCB, Lisboa, Portugal

Silence is golden #08

Porque os sábados são como os Natais #14

Adoro o meu sobrenome e o que ele significa.  
Obrigada pai. ;)

eferreá


O regresso de África. Os abraços que eliminam a saudade da alma. As palavras e os olhares dos amigos que aquecem o coração. Matar a fome em jantaradas com amigos. O trabalho que nos realiza. O reencontro com a malta de Lisboa, a da Madeira - a S. e a O. - e alguns de Coimbra. O eferreá entoado pelo Bono no meio do concerto de domingo e as lágrimas a surgirem ao relembrar-me o quanto fui feliz durante o tempo de estudante em Coimbra.
  • Para os amigos com quem troquei sms durante o concerto e não os consegui reencontrar no estádio. 
  • Para os amigos com quem fui ao concerto, T., P. e S. e as minhas comadres madeirenses S. e O. e respectivos. 
  • Para o César que estava de serviço na Cruz Vermelha e por ser o único por quem procuro sempre.
Vai tudo.