About work





Whatever women do they must do twice as well as men to be thought half as good. Luckily this is not difficult.

Charlotte Whitton

Musicoterapia: Call me a thief

"music is love is search of a word" #16




Beth Orton & M. Ward - Buckets of Rain

As iniciais do nosso nome

No blog da H. que também é colaboradora do blog Sons of Anarchy, descobri que as iniciais do nosso nome têm poder sobre a nossa personalidade.  Ora vejamos:
S = Totalmente louco
P = Você é popular com todo o mundo
C = Você é mesmo bobo
S = Totalmente louco
R = Se apaixona facilmente

Gosto do facto de ser louca duas vezes. Sou boba porque continuo a acreditar no melhor das pessoas, sou ingénua e acredito piamente que toda a gente é de confiança. E por causa disso, apaixono-me facilmente. O problema é amar o objecto da minha paixão e aí talvez seja por isso que sou popular com todo o mundo, porque não paro quieta. 

estou toda picada

Silence is golden #29

Odeio #01



Pessoas que me dizem palavras doces pela frente e que nas costas dizem palavras amargas.



Roupa

Gaja que é gaja mete sempre montes de roupa na mala.
Depois de desfazer a mala que continha roupa de inverno na madrugada de terça, enchi-a de roupa de verão ao final da tarde de terça. A mala usada é a mesma, a estadia em Luanda é curta.
Gosto de fazer a mala com atencedência. Tento não me esquecer de nada, porque num país onde uma caixa de cotonetes pode custar 3000kwanzas (28 euros) a mais pequena falta de algo faz diferença.
Desta vez, e dado o pouco tempo que tinha para colocar a roupa na mala e rever a checklist de items a trazer, tive ajuda. Ora, para tipas como eu, que têm a mania da organização, pedir ajuda é um martírio que pode virar tragédia.
E a tragédia, o horror, o drama aconteceu... A minha indumentária para ir para a praia hoje é uma t-shirt cor-de-rosa com Cylons e as calças à pirata.
Não trouxe nenhum vestido de verão.
:)

"music is love is search of a word" #15


Band of Horses - The Funeral

Filme: Hayat Var (2008)

Poderoso este filme turco sobre uma miúda que vive sozinha com o pai e o avô doente.
A solidão, a responsabilidade de cuidar de um doente, um pai que não tem profissão definida e uma mãe que mal a vê, o desprezo dos colegas de escola alidados ao facto de viver numa pequena ilha e ter que ir de barco todos os dias para a escola faz com que Hayat - a personagem principal - viva num mundo só seu e quase sem regras. 
Hayat mal fala o filme todo, mas as suas acções, o som que murmura e as imagens valem por si.
Não é um filme fácil de acompanhar e perceber. A sensação de que a sequência da história está mal encadeada repetiu-se várias vezes. Mas, vale a pena pois adorei o final.

De viagens e outros assuntos #11

Um ser é feito de mil pedaços. São grãos de areia que fazem de nós aquilo que realmente somos. 
Há quem tenha a necessidade de viver numa zona de conforto. Admiro-os.
Existem aqueles que ao viverem eternamente na zona de conforto aborrecem-se.
Eu pertenço ao grupo dos que se aborrecem quando têm que fazer sempre mais do mesmo, viver sempre no mesmo sítio, sair e ir sempre aos meus locais.
A falta de desafios perturba-me.

Ao longo dos anos as constantes mantiveram-se. Estar distante daqueles que amamos causa saudades. 
Mas, viver eternamente numa zona de conforto cansa-me, psicologicamente, muito mais do que a vida que levo.

stranger at home

“When a writer knows home in his heart, his heart must remain subtly apart from it. He must always be a stranger to the place he loves, and its people.” 
William Morris

"music is love is search of a word" #14


Divagações #10

Se podia viver sem tanta confusão na minha vida? Podia, mas não era a mesma coisa. 

Lambo a ferida causada pelos espinhos e tolero o mundo como ele se apresenta a mim celebrando 421 meses de vida. 

Divagações #09

No início era uma paixão avassaladora e como tudo na vida, os hábitos mudaram, eu mudei, os amores ficaram no passado e no presente mantém-se a memória dos bons momentos que passo com o meu pai e irmãos a ver a bola. 
Por influências caseiras joguei futebol durante muito tempo. Cheguei a ser a capitã da equipa de futebol que foi campeã regional de futebol feminino durante três anos seguidos, era apenas no escalão de iniciada mas marcou-me para a vida a paixão pelo futebol.
A paixão levou a escolhas e eu por ser portista consegui ultrapassar o facto de ter cinco (5) irmãos benfiquistas e um pai que além de sócio do SLB é daqueles que não gosta de ver a equipa a perder nem a feijões. A minha irmã, apesar de ser benfiquista não liga à bola.
Adoro um bom jogo e ir ao estádio. Nunca hei-de esquecer aquele Portugal - Inglaterra no estádio da Luz ou quando o meu pai foi visitar o estádio e trouxe-me um pedaço de relva do campo, no bolso das calças.

Esta semana vi o jogo do Benfica na companhia de colegas de trabalho. Deitada num sofá pequeno com o corpo todo torto, em Luanda. Fechei os olhos e senti que estava na Madeira,  ao lado do do meu pai.

Ao telefone hoje com o meu pai para saber das novidades, apercebo-me porquê é que a minha mãe diz que somos parecidos a nível de personalidade e dei por mim a desejar que o Benfica seja campeão e que vá longe na competição europeia. Ele esconde a tristeza de estar sozinho e de ver a minha mãe hospitalizada com as alegrias que o Benfica e o futebol lhe traz.
E eu mostro alegria por ele estar feliz escondendo a tristeza de estar distante.

"They´re just moments. They´re not life…" #29



Holly Golightly: I'm like cat here, a no-name slob. We belong to nobody, and nobody belongs to us. We don't even belong to each other. 
from the movie Breakfast at Tifanny's

Autor da fotografia: Alex Pinto
Ver mais aqui.

p.s. - Or maybe I just belong to the island.

Por esse Mundo além #01

No princípio era a ilha
embora se diga
o espírito de Deus
abraçava as águas

Nesse tempo
estendia-me na terra
para olhar as estrelas
e não pensava
que esses corpos de fogo
pudessem ser perigosos

Nesse tempo
marcava a latitude das estrelas
ordenando berlindes
sobre a erva

Não sabia que todo o poema
é um tumulto
que pode abalar
a ordem do universo agora
acredito

Eu era quase um anjo
e escrevia relatórios
precisos
acerca do silêncio

Nesse tempo
ainda era possível
encontrar Deus
pelos baldios

Isto foi antes
de aprender a álgebra
José Tolentino Mendonça




Angolanos are lazy

Sometimes i feel I'm a kid here. I question everything. I do everything. I'm not afraid of anything.

TP257

"I get pretty much all the exercise I need walking down airport concourses carrying bags."
Guy Clark

mood like


Musicoterapia: To Build a Home


Hoje, segunda-feira acordei numa cama de hotel em Bilbao, Espanha. 
Amanhã, terça-feira espero acordar na minha cama, na minha casa em Lisboa, Portugal.
Na manhã de quarta-feira estarei dentro de um avião a aterrar em Luanda, Angola. 

Música: The Cinematic Orchestra - To Build a Home

Smile of the day #31

(post previamente agendado. A esta hora, eu, a T. , a L. e a S. estamos na Basauri Con)

Rumo a Bilbao...

Nós as quatro. :)

Filme: The Song of Sparrows (2008)


Eis um filme que me impressionou pela beleza da história e pela força das personagens.

Lutar pelos sonhos. Trabalhar numa cidade desconhecida. Dar valor a pequenas coisas. Dar importância a bens materiais. O objectivo de apenas poder ter dinheiro para poder comprar o aparelho auditivo para a filha mais velha. O querer apenas ter  um trabalho e uma vida que nos faça feliz e que nos permita ver a família satisfeita.


Férias: Bilbao


Amanhã por esta hora (em espanha é mais uma hora), eu, a T. , a L. e a S. estamos à procura do Hotel em Bilbao. :)

Série: Treme

  

Treme regressa a 24 de Abril. :) 


Aconselho vivamente a ouvirem a Banda Sonora da série. 

Querido Diário #02

Quero pedir-te se é possível pedires ao senhor Karma para deixar-me em paz durante uns tempos?

- Mãe hospitalizada. 
- Pai a viver sozinho.
- Irmão#01 vai para o desemprego e pega em todo o dinheiro e gasta-o em bebida. 
- Mulher do irmão#02 obrigada a meter baixa porque ao mínimo esforço tem contrações. 
- Irmã a stressar. 
Irmãos #03, #04, #05 estão como eu, por cá, longe da ilha e preocupados.

Ontem a médica disse-me para tentar ter uma vida mais calma. Que não conseguem descobrir o que se passa com o meu corpo, que devo voltar a fazer novas análises em Maio e que devo deixar de me preocupar com os outros.
Mas, os outros são a minha família. E se a minha família não está bem, como é que eu posso estar?
Preciso de descanso mental, por favor. 

Resposta do Diário: Talvez encontres o descanso nos cinco dias de férias que vais passar em Bilbao. Mas, não prometo nada.

They say it has no memory #20

"Remembrance of things past is not necessarily the remembrance of things as they were."
— Marcel Proust




Já não me lembrava de como era falar contigo.
E teres te lembrado de mim no dia de ontem foi estranho. 
Muito estranho.



De viagens e outros assuntos #10

A escolher a roupa de Inverno para ir de férias a Bilbao.
A separar a roupa de Verão para regressar em trabalho a Luanda.  

My Body is a Cage #04

'my own life has been much more than a fairy tale. i’ve had my share of difficult moments, but whatever difficulties i’ve gone through, i’ve always gotten a prize at the end'.
Audrey Hepburn

A propósito do dia de hoje

As únicas flores que gosto são túlipas. 
Mas, as minhas plantas morrem. 
Não gosto muito de animais. 
Nunca consegui ter um gato mais do que quatro meses.  
Não tenho instinto maternal. 
Mas mesmo assim os meus sobrinhos acham-me a melhor tia do mundo. 
Nunca sei como reagir quando me oferecem prendas. 
Só compro prendas para oferecer no Natal
Não gosto de demonstrações públicas de afecto. 
No entanto, adoro receber um abraço.  

O meu professor ...


João Gabriel Silva eleito reitor da Universidade de Coimbra
João Gabriel Silva é o novo reitor da Universidade de Coimbra. O diretor da Faculdade de Ciências e Tecnologia conseguiu a maioria absoluta dos votos do Conselho Geral, ao conseguir 18 dos 35 votos.
Apesar da reunião ter sido à porta fechada, uma das conselheiras anunciou o resultado da votação através do Facebook. Desta forma, João Gabriel Silva conseguiu 18 votos, Cristina Robalo Cordeiro obteve 16 votos e houve um conselheiro que votou em branco.
Notícia do Diário das Beiras.

É com muito orgulho que vejo um dos meus professores preferidos ser o Reitor da minha UC. 
Tive com ele, Sistemas Operativos e Sistemas Distribuídos e Paralelos e ainda hoje me fascina o Engenheiro e a Pessoa que é.

"music is love is search of a word" #13


Melhor Álbum do Ano. :)

Musicoterapia: Elogio da Estupidez


Música: Pinto Ferreira - Elogio da Estupidez

Filme: Enid (2009)

 Baseado na vida daquela que foi a maior escritora de livros para crianças, o filme é para adultos.
Enid cresceu a inventar histórias para os seus irmãos de modo a colmatar a ausênciade um pai que os abandonou por falta de amor à mãe. Enid vive na esperança de que o pai um dia regressará por causa dela, por causa do amor que a filha tem ao pai. Enid é egocêntrica. Enid é capaz de ser a melhor amiga dos seus leitores, mas Enid mostra-se incapaz de lidar com as suas filhas e sequer de ter uma demonstração de carinho para com elas. 

A personalidade de Enid não me surpreende. Só alguém com  a capacidade criativa que ela tinha é capaz de ser tão egóista e fria, além de que ela tinha um mundo só dela, o mundo criado por ela que se confundia com o real. 
O cinismo da personagem chega a arrepiar e o mérito vai todo para a senhora Helena Bonham Carter que sem ser fantástica está maravilhosa no papel de Enid Blyton


Filme: King's Speech (2010)

Vale a pena pelas personagens do cartaz. 

"music is love is search of a word" #12


A minha Banda Espanhola preferida está de volta. :) 

Filme: Chico Xavier (2010)

Os espíritos diziam que Chico Xavier só iria morrer quando o povo brasileiro fosse feliz. Isso poderia ser nunca, mas Chico Xavier achava que esse dia chegaria.
Chico Xavier foi um sábio no seu tempo. 
Chico Xavier morreu horas depois da equipa do Brasil ganhar o Mundial de futebol pela quinta vez, em 2002. 
O Filme, esse está muito bem conseguido e com uma sequência a nível histórico muito bem construída. Vale a pena ler/ouvir os discursos deste senhor. 
Vale a pena para conhecer uma espécie de filósofo do nosso tempo. 
Vale a pena ver para podermos perceber até que ponto a fé em algo pode mudar a nossa vida.

Silence is golden #28


"music is love is search of a word" #11

Palavras dos outros #03

Madeirense, sincera, pouco assídua na blogosfera mas sarcaz quando escreve, esta blogger é também das minhas preferidas. 
Nota:
Ideia originalmente roubada à minha querida Calapitcha. 
Título idealizado pela excelentíssima Senhora de quem tenho muitas saudades, Ana

Smile of the day #30


Soltas #27


"(...)sentou-se para descansar e em breve fazia de conta que ela era uma mulher azul porque o crepúsculo mais tarde talvez fosse azul, 
faz de conta que fiava com fios de ouro as sensações,
faz de conta que a infância era hoje e prateada de brinquedos,
faz de conta que uma veia não se abrira 
e faz de conta que dela não estava em silêncio alvíssimo escorrendo sangue escarlate, e que ela não estivesse pálida de morte mas isso fazia de conta que estava mesmo de verdade, precisava no meio do faz de conta falar a verdade de pedra opaca para que contrastasse com o faz de conta verde-cintilante, 
faz de conta que amava e era amada, 
faz de conta que estava deitada na palma transparente da mão de Deus, (...)
faz de conta que vivia e não que estivesse morrendo pois viver afinal não passava de se aproximar cada vez mais da morte, 
faz de conta que ela não ficava de braços caídos de perplexidade quando os fios de ouro que fiava se embaraçavam e ela não sabia desfazer o fino fio frio, 
faz de conta que ela era sábia bastante para desfazer os nós de corda de marinheiro que lhe atavam os pulsos, 
faz de conta que tinha um cesto de pérolas só para olhar a cor da lua pois ela era lunar,
faz de conta que ela fechasse os olhos e seres amados surgissem quando abrisse os olhos húmidos de gratidão,
faz de conta que tudo o que tinha não era faz de conta, 
faz de conta que se descontraía o peito e uma luz douradíssima e leve a guiava por uma floresta de açudes mudos e de tranquilas mortalidades, 
faz de conta que ela não era lunar, 
faz de conta que ela não estava chorando por dentro
- pois agora mansamente, embora de olhos secos, o coração estava molhado; (...)"

in Uma Aprendizagem ou O Livro dos Prazeres de Clarice Lispector.

Dizem que os pais não devem ver os filhos morrer, que é uma parte deles que morre. 

Ao assistir a minha mãe desaparecer aos poucos, todos os dias, sinto que estou a perder um pouco de mim também. 

A minha mãe está novamente internada. Os médicos dizem para nos irmos habituando ao entra e saí do Hospital. E eu questiono, Ainda mais?

Aproveito para deixar aqui o meu pedido de desculpas à minha querida A. . Anda não consegui te dirigir uma única palavra  porque simplesmente não sei o que dizer. 
Desculpa. :(

Musicoterapia: Crime



Música: Sharon Van Etten - A Crime

Livros com Banda Sonora

Ao acabar de ler um dos livros da Clarice, só me vem à cabeça esta música.

Na mesa de cabeceira...


Desde Agosto de 2008.

A Engenheira que há em mim começou o livro com enorme entusiasmo, mas a quantidade de cálculos matemáticos aliados a uma Física que me transcende faz com que este seja o livro que, talvez, nunca consiga acabar.



Desde o Natal de 2009.

A devoradora de livros que há em mim quis perceber como é que um livro deste tamanho era considerado o livro do ano e com críticas tão positivas. Pois, eu tentei e ainda tento. Mas, já li melhor e o escritor não me convence. Já estou na página 950 de 1123.

Filme: Black Swan (2010)

Entrada directa para o meu TOP10.

"They´re just moments. They´re not life…" #28



Thomas Leroy: You could be brilliant, but you're a coward.
Nina: I'm sorry.
Thomas Leroy: [yelling] Now stop saying that! That's exactly what I'm talking about. Stop being so fucking weak! 
from movie: Black Swan (2010) 
Autor da foto: Digital Crash  
Ver mais aqui.

Filme: Coco Chanel & Igor Stravinsky (2010)

Noite de Insónia e a lista de TBS (to-be-seen) diminui. 
Coincidência, o outro filme da noite aborda a paixão entre dois criativos, ela é também modista, ele é um poeta... musical. :)
Sou viciada em dramas, em dramas históricos e em dramas baseados em factos reais. 
O drama que envolve este filme vai além do cliché de amor proibido, se é que isso existe, este homem e esta mulher foram a inspiração um do outro ao ponto de a paixão os consumir de tal forma que chegam a não se suportar. 
A paixão é assim, rápida, efémera, ágil, mordaz no seu objectivo. O amor é mais tranquilo e mais resistente.
A interpretação dos actores principais está interessante, mas vou ser sincera, a minha veia consumista deliciou-se mais com os vestidos da Coco do que com a presença dela.
No fim do filme, achei a caracterização da Coco como idosa ridícula. Ninguém com a elegância da Coco teria aquele aspecto.
A frase com que me identifiquei:
- Não gosta de cor, Madame Chanel?
- Sim, desde que seja preto.


Insomnia strikes back


Filme: Bright Star (2009)

Um grande amor nem sempre é eterno. Um grande amor pode não acabar como um conto de fadas. Além de que os contos de fadas nunca mostram o que acontece depois daquele beijo de compromisso  transformando o amor no dia-a-dia e na vida tal como ela é.

Este filme é sobre os últimos anos de vida do poeta John Keats. Anos que o despertam para a realidade e para um grande amor. Amor esse que não vence todas as barreiras mas acaba por transformar-se, através da escrita, em eterno.
Adorei o filme. 
Excelente Fotografia.  
Banda Sonora espectacular e grande surpresa, para mim, na interpretação de Ben Whishaw no papel de Keats. Aliás, Ben Whishaw tem vindo a impressionar-me desde que foi o péssimo protagonista de "O Perfume".




"music is love in search of a word" #09


"Music is love in search of a world" #07

Estou viciada neste álbum.
A minha música preferida é Guyegaros. 
Carreguem aqui para ouvir 
ou então ouçam esta que vos deixo.

A birthday present

just arrived. :)

My Body is a Cage #03

(post com o objectivo de ter alguma piada)

A cultura dizem é “todo aquele complexo que inclui o conhecimento, as crenças, a arte, a moral, a lei, os costumes e todos os outros hábitos e aptidões adquiridos pelo homem como membro da sociedade”.
Não sou homem e como membro da sociedade raramente cumpro com as crenças que os meus pais tentaram incutir em mim.  Os meus bons costumes, a etiqueta e o comportamento conseguem ferir susceptibilidades e essa guerra entre cultura e desenvolvimento  confunde-me dada a dicotomia entre o culto e a dinâmica com que a sociedade  evolui.
Dada a importância do ambiente e dos hábitos hoje dei o meu contributo para três tipos de cultura:  hemocultura, urocultura e coprocultura.

"Music is love in search of a world" #06

Porque a Família é mesmo para isto, para ajudar-nos a relembrar quem somos e de onde vimos. Obrigada primo e eternamente meu amigo secreto na troca anual de prendas da famelga. ;)


Querido Diário #01

Hoje foi um daqueles dias. 
O dia parecia não chegar ao fim, o cansaço imensurável que se apoderou de mim trouxe também a tal dor intestinal que uma vez instalada só faz com que o corpo peça descanso.  Disfarcei o sorriso para que os colegas de trabalho não se apercebessem do turbilhão que é a confusão da minha mente. Fingi gargalhada para animar o grupo. E dei atenção redobrada quando estava a receber informação que pode me ajudar no futuro. Só que a ignorância de continuar a não saber que doença é que tenho entristece-me. 
E eu questiono-te, querido diário, porquê é que não posso ter momentos de puro relaxamento quando quero e tenho que chegar a casa e ainda fazer jantar depois de 13 horas de trabalho? E para não falar em engomar. Porquê é que os verdadeiros momentos de felicidade estão agendados? Porquê é que tudo tem que ter o seu momento?  Porquê é que afinal ainda crio expectativas? Porquê é que só me apetece chocolate? Porquê é que sinto-me tão triste hoje?

Resposta do Diário: Chegou-te o período.