Filme: Bright Star (2009)

Um grande amor nem sempre é eterno. Um grande amor pode não acabar como um conto de fadas. Além de que os contos de fadas nunca mostram o que acontece depois daquele beijo de compromisso  transformando o amor no dia-a-dia e na vida tal como ela é.

Este filme é sobre os últimos anos de vida do poeta John Keats. Anos que o despertam para a realidade e para um grande amor. Amor esse que não vence todas as barreiras mas acaba por transformar-se, através da escrita, em eterno.
Adorei o filme. 
Excelente Fotografia.  
Banda Sonora espectacular e grande surpresa, para mim, na interpretação de Ben Whishaw no papel de Keats. Aliás, Ben Whishaw tem vindo a impressionar-me desde que foi o péssimo protagonista de "O Perfume".




Sem comentários:

Enviar um comentário