Silence is golden #18

Trabalhar de borla?

Hoje, domingo, trabalhei nas instalações do cliente cá em Luanda.

ponte nossa

olho para o lado:
um vento pequeno adormece
entre nós
via da nossa distância corporal.
uma mão pede um beijo
à tua.
os meus dedos, por quererem,
estão juntos aos teus.
e, folhas caindo na noite,
encontramos um olhar.

ponte nossa...

primeira ponte
entre nós.

Ondjaki

10 things I hate about......... Luanda

1. Odeio o facto de a terra ser vermelha.
2. Odeio as estradas todas esburacadas.
3. Odeio a falta de civismo dos condutores.
4. Odeio o facto da oferta cultural ser praticamente inexistente.
5. Odeio que me tratem como pula.
6. Odeio os angolanos que por terem petróleo se achem os melhores do mundo.
7. Odeio o facto de fazerem festa na rua e terem a música alta até às 2 /3 da manhã.
8. Odeio os homens angolanos porque acham que podem ter qualquer mulher e as que quiserem.
9. Odeio o facto de ser tão cara. Não se admite numa cidade com tanta pobreza ter casas nos valores de milhões.
10. E acima de tudo odeio o facto de gostar um pouco da cidade.
Dados da foto: eu

Data: 27-Novembro-2010
Musseque perto do Porto de Luanda, Angola

no comments #03

Dados da foto: eu (BB 9300)
Data: 27-Novembro-2010
Praia do Caribe, Ilha de Luanda, Angola

Silence is golden #17


"They´re just moments. They´re not life…" #23

Shelby: Pink is my signature color.
From the movie: Steel Magnolias

Islamic Peace
Fotografia de Trey Ratcliff 
Ver mais aqui.

Kandandu Angola #5.10

5ª viagem. 10 semana de trabalho em Luanda. 
Trato os angolanos como trato os portugueses. 
Não sou parva e sei o que faço. Também não sou alguém que diz ámen a tudo o que o cliente, do projecto, pede.  
Da mesma maneira que digo não em tuga, digo não em mangolês. Mas, sinto que a cada nim que sai da minha boca sou julgada. 
Não estou cá para tentar roubar o lugar de ninguém. Não espero estar cá para sempre. E no entanto, às vezes sinto-me discriminada cá por ser branca. 


Música: Yannick Afroman - Mentalidade

Love Movies - Menção Honrosa

Bicentennial Man (1999)

Rupert Burns: What do they say?
Andrew Martin: That you can lose yourself. Everything. All boundaries. All time. That two bodies can become so mixed up, that you don't know who's who or what's what. And just when the sweet confusion is so intense you think you're gonna die... you kind of do. Leaving you alone in your separate body, but the one you love is still there. That's a miracle. You can go to heaven and come back alive. You can go back anytime you want with the one you love.
Rupert Burns: And you want to experience that?
Andrew Martin: Oh, yes, please.
Rupert Burns: So do I. 

Love Movies 10/10


The English Patient (1996)
Katharine Clifton: My darling. I'm waiting for you. How long is the day in the dark? Or a week? The fire is gone, and I'm horribly cold. I really should drag myself outside but then there'd be the sun. I'm afraid I waste the light on the paintings, not writing these words. We die. We die rich with lovers and tribes, tastes we have swallowed, bodies we've entered and swum up like rivers. Fears we've hidden in - like this wretched cave. I want all this marked on my body. Where the real countries are. Not boundaries drawn on maps with the names of powerful men. I know you'll come carry me out to the Palace of Winds. That's what I've wanted: to walk in such a place with you. With friends, on an earth without maps. The lamp has gone out and I'm writing in the darkness.

Love Movies 9/10

The NoteBook (2004)

Noah: So it's not gonna be easy. It's going to be really hard; we're gonna have to work at this everyday, but I want to do that because I want you. I want all of you, forever, everyday. You and me... everyday.

Silence is golden #16

Love Movies 8/10

High Fidelity (2000)


Rob: Top five things I miss about Laura. One; sense of humor. Very dry, but it can also be warm and forgiving. And she's got one of the best all time laughs in the history of all time laughs, she laughs with her entire body. Two; she's got character. Or at least she had character before the Ian nightmare. She's loyal and honest, and she doesn't even take it out on people when she's having a bad day. That's character.
[holds up three fingers]
Rob: Three;
[long pause, hesitantly]
Rob: I miss her smell, and the way she tastes. It's a mystery of human chemistry and I don't understand it, some people, as far as their senses are concerned, just feel like home.
[shakes his head, recollecting, then looks back and lip synchs 'four' while holds up four fingers]
Rob: I really dig how she walks around. It's like she doesn't care how she looks or what she projects and it's not that she doesn't care it's just, she's not affected I guess, and that gives her grace. And five; she does this thing in bed when she can't get to sleep, she kinda half moans and then rubs her feet together an equal number of times... it just kills me. Believe me, I mean, I could do a top five things about her that drive me crazy but it's just your garden variety women you know, schizo stuff and that's the kind of thing that got me here.

Musicoterapia: Take me as I am

Música: Au Revoir Simone - Take me As I Am

Kandandu Angola - Viagem #5


Dados da foto:
Autor: eu
Data: 25-Setembro-2010
Mausoléu ao ex-presidente e líder da independência, Agostinho Neto, Luanda, Angola

Love Movies 7/10

Lars and the real girl (2007)


Lars Lindstrom: [after giving some flowers to Bianca] See they're even fake so they'll never die.



Série: In a Land of Plenty

In a Land of Plenty is already one of the best pieces of drama on British television ever. It shares its refreshingly simple premise with another acclaimed BBC series. (fonte: off the telly)

Porque muitas vezes, as palavras não são suficientes para descrever o quanto vale algo. 
Porque muitas coisinhas são feitas de pequenos nadas. 
Porque a riqueza ao assistir a um desfile de luz, palavras e beleza torna-nos mais sensíveis. 
E porque simplesmente amei esta série que apesar de esquecida no tempo e de não ter DVD à venda em lado nenhum,  está disponível via youtube a um click de distância.
A Banda Sonora é de Jocelyn Pook e Harvey Brough e é de chorar em cada acorde.

"They´re just moments. They´re not life…" #22


Marion: I love you, Harry. You make me feel like a person. Like I'm me...  
Harry Goldfarb: You are beautiful. You're the most beautiful girl in the world. You are my dream. 
Marion: [after Harry tells her she's beautiful] That's nice, Harry. Other people have told me that before, and it was meaningless. When you say it, I hear it.

from the movie Requiem for a Dream (2000)

 Autora da fotografia: Lénia
Ver mais aqui.

Amanhã regresso a Luanda

"Não sei se vale a pena escrever. Vale a pena sonhar. Vale a pena escrever um livro no qual se crê. Vale a pena ser honesto com uma estória, isto é, deixar as palavras sangrarem o corpo da imaginação do escritor ao sabor dos ventos internos depois da imaginação falada para ser pensada como pensamento e ritmo de escrever o que às vezes foi sonhado para ser falado mas que vira palavra de parágrafo estético de pedaços da vida também do escritor e dos seus personagens… Vale a pena escrever a vida em pedaços de livros."
Ondjaki (ler a entrevista)

Dados da foto:
Autor: eu
Data: 25-Setembro-2010
Cemitério dos Barcos, Praia de Santiago, Luanda Angola

Coisas um tanto ou quanto surreais que já fui/ainda sou

A Kelle fez e eu adaptei. :)

"A Neta do Prof. Costa" até a uns vinte anos atrás.
"A Filha do João Barbas e da Sra Fátima" até hoje.
"A Queridinha da professora" até à 4ª classe. 
"A Delegada de turma" no 9ºano e no 12ºano. 
"A Dramaturga" num encontro de Pré-Jovens da Madeira em 1990.
"A Catequista" entre 1993-1995.
"A Melhor Aluna" até ao 11ºano.
"A Caloirita" na Universidade.
"A Caloira Caruncho" na Residência Universitária.
"A Patxocas" no mIRC, ICQ, no MSN, no blogger e no twitter.
"A Quartanista" num carro da Queima de Coimbra.
"A Finalista" na benção das pastas.
"A Estudante" durante o período mais despreocupante da minha vida.
"A Namorada" de dois Paulo's. 
"A Ex" em duas situações
"A Coitada" quando o meu ex traiu-me. 
"A Comadre" para as minhas melhores amigas.
"A Tia" de três sobrinhos.
"A Madrinha" de duas lindas meninas.
"A Turista" algures por aí.
"A Mulata" em Angola.
"A Menina" sempre que vou ao Porto.
"A Senhora Engenheira" na Madeira.
"A Um de Nós" para os gajos do curso.
"A Susanita" no trabalho.
"A Irmã" para os meus irmãos.
"A Doida" para a família.

E para vocês, sou o quê? :)

de viagens e outros assuntos #04

Alice:  I wonder if I've been changed in the night? Let me think. Was I the same when I got up this morning? I almost think I can remember feeling a little different. But if I'm not the same, the next question is 'Who in the world am I?' Ah, that's the great puzzle!
Há algum tempo a minha resposta foi sim
Hoje a minha resposta é não
O que mudou? Não sei. 
Mas neste momento adoro a facilidade com que saio de casa e compro um gelado no café da esquina.

Love Movies 6/10

Love Story (1970)

Oliver Barrett IV: See, I think you're scared. You put up a big glass wall to keep from getting hurt. But it also keeps you from getting touched. It's a risk, isn't it, Jenny? At least I had the guts to admit what I felt. Someday you're gonna have to come up with the courage to admit you care.
Jennifer Cavalieri: I care.

Love Movies 5/10

Love Affair (1994)

Ginny: The trick in life isn't getting what you want, my dear, it's wanting it after you get it.




Love Movies 4/10

Love Actually (2003)




Daniel: So what's the problem, Sammy-o? Is it just Mum, or is it something else? Maybe... school - are you being bullied? Or is it something worse? Can you give me any clues at all?
Sam: You really want to know?
Daniel: I really want to know.
Sam: Even though you won't be able to do anything to help?
Daniel: Even if that's the case, yeah.
Sam: Okay. Well, the truth is... actually... I'm in love.
Daniel: Sorry?
Sam: I know I should be thinking about Mum all the time, and I am. But the truth is, I'm in love and I was before she died, and there's nothing I can do about it.
Daniel: [laughs] Aren't you a bit young to be in love?
Sam: No.
Daniel: Oh, well, okay... right. Well, I mean, I'm a little relieved.
Sam: Why?
Daniel: Well, because I thought it would be something worse.
Sam: [incredulous] Worse than the total agony of being in love?
Daniel: Oh. No, you're right. Yeah, total agony.




Porque os sábados são como os Natais #20

Adoro Arcade Fire. 
É a minha Banda preferida.

Love Movies 3/10

Casablanca (1942)

Ilsa: [laughs ironically] With the whole world crumbling, we pick this time to fall in love.
Rick: Yeah, it's pretty bad timing. Where were you, say, ten years ago?
Ilsa: [trying to be cheerful] Ten years ago? Well, let's see...
[remembers, smiles]
Ilsa: Oh, yes, I was having a brace put on my teeth. Where were you?
Rick: Looking for a job.





Love Movies 2/10

Jerry Maguire (1996)

Jerry Maguire: I love you. You... you complete me. And I just...
Dorothy: Shut up, just shut up. You had me at "hello".





Love Movies 1/10

Breakfast at Tiffany's (1961)
Paul Varjak: I love you.
Holly Golightly: So what.
Paul Varjak: So what? So plenty! I love you, you belong to me!
Holly Golightly: [tearfully] No. People don't belong to people.
Paul Varjak: Of course they do!
Holly Golightly: I'll never let ANYBODY put me in a cage.
Paul Varjak: I don't want to put you in a cage, I want to love you



Love Movies Intro

Geralmente o filme romântico com o qual mais nos identificamos não é uma fotografia de nós. 
Ao mencionar qual é o o filme romântico que mais gostamos, estamos de certa modo a revelar muito sobre a nossa pessoa. 

O meu filme romântico preferido não é sobre o momento em que vivo mas sim sobre o quanto me tocou no passado e o quanto significa nas minhas expectativas para o Futuro. 
Num desafio lançado pela T. e pelo A. nos próximos dez dias não direi qual é o meu preferido mas anunciarei quais são os meus dez filmes românticos preferidos de todos os tempos. 
Sem ranking. :)

Musicoterapia: Love is no Big thruth

Many people play this game so willingly 
Do I have to be like them, or be lonely?

Música: Kings of Convenience - Love is no Big Truth

They say it has no memory #18

Alice: What a funny watch! It tells the day of the month, and it doesn't tell what o'clock it is! 
The Hatter: Why should it? Does your watch tell you what year it is?
Às vezes gostaria que o passado não batesse à porta.

Hoje é noite de Vampire Weekend

I had a feeling once 
That you and I 
Could tell each other everything 
For two months 
But even without hope 
With truth on our side 
When you turn away from me 
It's not right

Porque os sábados são como os Natais #19

Não sou nenhuma Capuleto.

Há dias assim


Silence is golden #15


You measure yourself by the people who measure themselves by you. 

Dados da foto: alguém a quem pedimos
Data: 03-Outubro-2010
Concerto dos U2, Coimbra, Portugal

ex-atletas tomam as rédeas do GDE

Se ontem já estava orgulhosa por saber que ontem "era o dia", hoje até as lágrimas vieram-me aos olhos ao ler a notícia do nosso sonho realizado. 
Foi uma manhã feliz. :)

É uma data necessariamente histórica para o Grupo Desportivo do Estreito. Pelo facto de ter eleito uma mulher para presidente e por esta suceder a uma das maiores referências da história da colectividade, Alcides Nóbrega que presidiu o clube entre 1989 e o dia de ontem, a que se junta a curiosidade de direcção ser constituída exclusivamente por mulheres, todas elas ex-atletas. 

Musicoterapia: The Shadow of your smile

Porque...
The shadow of your smile, when you are gone will color all my dreams and light the daw.

Música: Tony Bennet & Juanes - Shadow of Your Smile

Cortes


Não corto o cabelo (o comprimento) há quase ano e meio. 
Cansei-me de andar com ele amarrado. 
O Cabelo está saudável mas deixei de gostar do corte que tinha, além de que parecia que tinha carapinha, com uma ondulação nunca antes vista. 
Por isso, hoje, fiz algo assim:
Imagem daqui.

They say it has no memory #17

Aprendi a encontrar consolo em coisas banais, um banho quente, boa comida, a beleza da natureza, a música, a arte.

Objecto de desejo #01



"They´re just moments. They´re not life…" #21

Tom: This is lies. We are liars. Think about it. Why do people buy cards? It's not because they want to say how they feel. People buy cards because they can't say they feel or are afraid to. And we provide the service that let's them off the hook. You know what? I say to hell with it.
From movie: 500 days of summer

Autor da fotografia: Hanna Lovinda
Ver mais aqui.

Soltas #21

"Às vezes Annie sentia-se menos uma namorada do que uma companheira..."
Juliet, Nua de Nick Hornby

Pink vs Blue

Um dia hei-de tentar perceber porquê é que raios quando estou com os copos ou sinto-me mais em baixo - feeling blue - escrevo em inglês, se a minha vida tem de tudo para ser pinky?

Porque a mim também dói

Faço de minhas as palavras dela.

Write Drunk, Edit Sober

So... let's celebrate LIFE and the fact that I have so much work that I can share to all of you and still have a lot of To Do Things.
Yes...I'm feeling a little drunk. 
Yes... I know.
Yes... It sucks.
But, darling... I still Know what the fuck I'm doing. :)

de viagens e outros assuntos #03

O plano era perfeito.
Angola durante uma semana.
Portugal durante duas. Consulta na otorrinolaringologista, assistir a concertos (VampireWeekend e Arcade Fire), estar em casa, visitar uma FNAC, passear por Lisboa nas manhãs de fim-de-semana com cheiro a Outono.
Regressar a Angola para mais quatro semanas. O trabalho que de si já é exigente seria desta vez ainda mais minucioso. Ir à praia nas manhãs dos fins-de-semana de Verão angolano.
O plano foi alterado por ordens do cliente nas vésperas de uma das viagens.
Arcade Fire foi cancelado por culpa de uns senhores que consideram que milhares de pessoas a cantar "Keep the car running" colocaria em perigo a vida de uma dezena de outros.
O trabalho em Angola que de si já é exigente desta vez será não só minucioso como excessivo. Trabalhar nas manhãs dos fins-de-semana de Verão angolano soa mal. :(
O regresso a Lisboa mantém-se. Nas vésperas do vôo TP1645 com destino à Madeira.

Porque os sábados são como os Natais #18


Insónia



(...)

Não durmo; não posso ler quando acordo de noite,

Não posso escrever quando acordo de noite,
Não posso pensar quando acordo de noite —
Meu Deus, nem posso sonhar quando acordo de noite!

Ah, o ópio de ser outra pessoa qualquer!


Não durmo, jazo, cadáver acordado, sentindo,

E o meu sentimento é um pensamento vazio.
Passam por mim, transtornadas, coisas que me sucederam
— Todas aquelas de que me arrependo e me culpo;
Passam por mim, transtornadas, coisas que me não sucederam
— Todas aquelas de que me arrependo e me culpo;
Passam por mim, transtornadas, coisas que não são nada,
E até dessas me arrependo, me culpo, e não durmo.
(...)
Álvaro de Campos

Girly Stuff

Porque às vezes tudo o que uma mulher precisa é de roupa nova. :)

Musicoterapia: In a Land of Plenty

Porque esta música faz parte de uma série, In a Land of Plenty, que só conheci este ano e que adorei. Chorei baba e ranho no último episódio.
Obrigada T. pela dica da série ;) 
E a música é linda, linda!  
Música: Jocelyn Pook - Saffron