Amanhã regresso a Luanda

"Não sei se vale a pena escrever. Vale a pena sonhar. Vale a pena escrever um livro no qual se crê. Vale a pena ser honesto com uma estória, isto é, deixar as palavras sangrarem o corpo da imaginação do escritor ao sabor dos ventos internos depois da imaginação falada para ser pensada como pensamento e ritmo de escrever o que às vezes foi sonhado para ser falado mas que vira palavra de parágrafo estético de pedaços da vida também do escritor e dos seus personagens… Vale a pena escrever a vida em pedaços de livros."
Ondjaki (ler a entrevista)

Dados da foto:
Autor: eu
Data: 25-Setembro-2010
Cemitério dos Barcos, Praia de Santiago, Luanda Angola

Sem comentários:

Enviar um comentário