As noites em Angola #2.22

As estradas desta cidade estão em pior estado que as estradas da zona do Bairro das Malvinas há 20 anos atrás. A sério. Já vi buracos enormes no meio da estrada e para tapar a solução foi encher a pequena cratera de entulho e problema resolvido. Há brita espalhada pelas estradas. Os passeios estão cheios de terra, terra mesmo, que dá para plantar umas árvores. No trajecto que faço diariamente desde o final de Junho tenho observado o alargamento de um buraco no passeio. E não vejo obras nas estradas. O máximo que já vi foi colocarem semáforos. Mas, não há respeito pelos mesmos. Para as motos o sinal está sempre verde...mesmo quando o verde é tinto!   
Até ao momento ainda não tive problemas com carros, mas a primeira coisa que me disseram é que se eu, algum dia, atropelar alguém não devo parar, devo dirigir-me imediatamente à polícia e entregar-me. Porque se parar para ajudar a pessoa que atropelei corro o risco de ser chacinada, pois a família da vítima de certeza quererá vingar-se do meu acto.
As deslocações a algum lado demoram eternidades. Falta de planeamento urbanístico. Falta de estradas e de alternativas às existentes. Falta de respeito pelos sinais. Falta de semáforos. Falta de sinais. Polícias que não estão preparados para a confusão que é o trânsito de uma grande cidade. Já vi semáforos a vermelho e vi os polícias lá no meio do cruzamento parados só a ver os carros passar. Parados. Literalmente parados com a sua moto no meio do cruzamento. 
Na estrada Luanda-Benguela ainda se nota vestígios da Guerra Civil. Há tanto pó e terra por todo o lado.  Acho que aqui e dada as condições das estradas deviam apostar nas vias ferroviárias!  
Vi um comboio na Rua da Embaixada dos Estados Unidos! É peça de museu. Dizem que era usado na altura em que Angola era colónia.  Há um outro comboio que faz Viana - Porto de Luanda. Mas, também fui informada de que o comboio não faz mais do que duas viagens por dia.
E o mais interessante é que mesmo com estas 'espécie de estradas', vemos passar por nós imensos carros de luxo. Entre eles, o Panamera.
Dados da foto:
Autor: eu (com o BB)
Data: 17-Julho-2010
perpendicular à Avenida Amílcar Cabral, Luanda, Angola





3 comentários:

  1. Viste estradas com buracos? Eu contesto essa tua visão: para mim, aquilo é mais buracos com pedaços de asfalto de vez em quando.

    Quanto ao trânsito... não há forma de descrever. É impossível - só visto é que se acredita, porque de outra forma é impossível explicar. Já os carros... a primeira visão que tive, de jipes por todo o lado, deixou-me espantada. Quando expliquei ao motorista que em Portugal (e, digamos, na maior parte da Europa) jipes e carros grandes como esses são raros, foi a vez dele ficar espantado. ;D

    PS - Já viste o pessoal a varrer o pó vermelho das estradas? Foi uma das visões mais estranhas que tive... varrer a estrada, de vassoura e pá na mão, deitar a terra que se consegue apanhar para uns sacos brancos que são recolhidos por um camião. Muito estranho mesmo...

    ResponderEliminar
  2. Sou mais optimista que tu! :)
    Mas, sim são buracos com passagens!

    Essa do camião ainda não percebi!
    Já estive parada a tentar observar se o camião tinha algum logotipo ou coisa do género e não vi nada!

    Também já vi pessoal a recolher lixo para levar para casa ao lado de um hummer!
    Faz-me confusão esta discrepância!
    A sério... ao lado de um hummer que fica estacionado a noite toda na rua, um balde de lixo e pessoas a tirar os restos do lixo à procura de comida.
    E quem diz um Hummer estacionado na rua diz um porsche Cayenne cheio de pó... aqueles jeeps de luxo que nunca tinha visto na minha vida!!!!

    Nunca vi coisa igual.

    ResponderEliminar