Soltas #05

(Maianga, Luanda)
"Descobrem-se números primos cada vez mais isolados, perdidos naquele espaço silencioso e cadenciado feito apenas de cifras e nota-se o pressentimento angustiante de que os pares escontrados até aí forma um facto acidental, cujo verdadeiro destino é ficarem sozinhos. Depois quando se está prestes a desistir, quando já não se tem vontade de contar mais, eis que se descobrem, abraçados mais dois gémeos. Entre os matemáticos é convicção comum que por mais que se avance na contagem, existirão sempre mais dois, ainda que ninguém saiba dizer onde, até serem descobertos."
A Solidão dos Números Primos de Paolo Giordano

Sem comentários:

Enviar um comentário