As noites em Angola #2.04


(Maianga, Luanda) Estou em Angola pela 2ª vez!
Aventureira que sou, não tenho medo deste país e muito menos das pessoas de quem tanto dizem mal. Tenho sido demasiado protegida pela empresa e pelos rapazes. Não me deixavam ir a lado nenhum sozinha! Eu tenho um motorista para fazer um trajecto de 700metros. 700 metros? Sim, 700 metros! Para mim, que adoro andar  a pé e misturar-me no meio da multidão, andar 700 metros de carro era um martírio.
Mas, hoje já fui e vim sozinha. No regresso comprei uma banana na rua e vim a comê-la pelo caminho. Sinto-me completamente ambientada. É como se estivesse em casa, na Madeira. 
A sério. Sem pensar se fica bem, sem pensar se fica bonito. De fatinho, de saltos, portátil às costas e com uma banana na mão. Rica pic devia ter dado. :)
Dizem que sou maluca só porque quero andar de candongueiro e quero ir à feira do Roque. Não quero só as coisas simples como Miradouro da Lua ou Rio Kwanza. Quero poder ser eu cá
Ontem fui ao supermercado e comprei maçãs... ficaram surpreendidos por eu limpar a maçã com um lenço de papel e meter a maçã à boca...Os meus colegas tiram a casca antes de comer qualquer coisa! Ora eu como a maça toda, caraços e tudo. Anteontem comprei, na rua, mandioca com ginguba aka bombom . E gostei.
Sinto-me bem cá!

Finalmente uma foto de onde estou hospedada. A primeira porta à direita é o meu quarto! 



2 comentários:

  1. Dá para perceber que andas muito descontraída e a tentar aproveitar ao máximo a vida em Angola.
    Assim é que é bom e até dá gosto ler. Só faltava mesmo era a fotografia de fatinho, portátil às costas e banana na mão. ;)

    ResponderEliminar
  2. A tua experiência em Angola está a ser bem diferente da minha. Sorte a tua.

    Eu fiquei sempre sozinha de início, mal acabava o serviço às 16h00 iam-me levar ao hotel onde ficava até ao dia seguinte às 8h00. Não havia nada na zona a não ser uma igreja onde, obviamente, não meti os pés. Foi muito chato. Nem sequer consegui experimentar comida angolana, vê lá tu. E isto em 2 semanas. :( Se ao menos tivesse tido companhia nos primeiros dias, sempre tinha dado para conhecer algo mais. Mas não...

    Olha, ao menos através das tuas experiências sempre vou conhecendo um outro lado de Luanda, diferente daquele deprimente e de pobreza extrema que vi.

    ResponderEliminar