Filme: Letters to Juliet

(Lisboa)
Em Angola mal vi TV e não fui ao cinema. Antes de lá voltar, mesmo que seja só por uma semana e tendo em conta o facto de estarmos na silly season e eu ainda nem ter lido um chick lit e nem visto um filme semelhante, decidi ir hoje ao cinema. Saio a correr do ginásio onde tive aula de kickboxing e meto-me na sala onde só vejo casais da idade dos meus pais e até mais velhos.  
O filme é leve e até cómico e deu-me umas saudades enormes de Itália. 



Charlie: I would have grabbed her from that blasted balcony and been done with it. 

Existem seres que estão destinados a estar juntos? Existe aquela alma gémea de que tanto falam? Existe a cara metade que tanto andamos à procura? Existe a complementaridade? Duas pessoas que se completam apesar das divergências. Duas pessoas que com educações diferentes e com gostos diferentes se identificam uma com a outra. A sensação de que se conhecem toda a vida depois de apenas umas horas de conversa. A vontade de querer estar com essa pessoa todos os segundos, ... minutos da existência de ambas. A vontade de fazer de tudo só para conseguirmos estar um par de horas com outra pessoa. 
E ... o rirem do mesmo! ... o ficarem tristes em conjunto! ... a preocupação com o outro! ... as bocas sobre o saber ouvir e o saber o que querer! ... a partilha de informação! ... os discursos sobre os passatempos! ... a espontaneidade do primeiro beijo! ... o receio do dia seguinte! ... o medo de partilhar a vida com alguém que nos faz verdadeiramente feliz!
Isso tudo é o que faz uma história de amor. 
E eu já tinha saudades de ver uma história destas no cinema. :)

2 comentários:

  1. ja estava com vontade de ir ver o filme mas agora quero mesmo, mesmo, mesmo ir ver :)

    ResponderEliminar
  2. Kris, Vai!
    Este é daqueles filmes que o trailer não faz justiça!
    Saí da sala super bem disposta e sorridente!
    Muito bom dentro do género!
    Gostei!

    ResponderEliminar