Do fecho de 2011#04



As influências de um líder ou suposto líder são desmedidas. (Consigo dizer que ele é algo mais que líder depois de o ter visto a interromper o Secretário Regional das Finanças ao responder aos jornalistas na apresentação das medidas que asseguram a sustentabilidade).

Grande parte da maioria dos Madeirenses vive num constante estado ébrio e na ilusão que tudo o que têm é do bom e do melhor, e que por nunca antes terem navegado noutros mares acham que o que os rodeia é do mais puro e humilde esquecendo-se de mencionar que muito esforço é valorizado por pequenos laços familiares ou influências cunhadas por nove graus de separação de uma alegada amizade.  
O IRS era baixo, o IVA era muito mais baixo, ... Senhores, o IVA era quase inexistente, não havia taxas moderadoras e o Madeirense, o que do vale à montanha gasta tudo o que labuta em festas e se queixa informa-me que os ordenados na Madeira são mais baixos em comparação com os do Continente. Pois, meu caro, mas no Continente há muitos ordenados baixos, muitos ordenados miseráveis, muita gente a labutar talvez não na montanha mas no cimento e no alcatrão e no meio da poluição para poder ter o seu pé de meia sem a necessidade de o gastar tudo em minis e ponchas nos arraiais que existem todos os fins-de-semana e sem ter a necessidade de estar sempre a julgar terceiros e mostrar inveja que com uma força inversamente proporcional à sua pequenez tentam destruir a felicidade dos outros.  

Eu gostaria de poder ter um dia aqui na ilha em que não falassem dos euros dos outros, dos empregos que x tem por causa de y... Gostaria que falassem na primeira pessoa, e que o discurso começasse com algo como:  
- eu tenho vizinhos que são amigos prestáveis;
- eu adoro o mar; 
- eu adoro o sol;
- eu tenho sorte em viver numa ilha com este clima;
- eu  vivo perto do mar; 
- eu tenho o sonho de um dia ver um novo arquitecto paisagístico neste jardim; 

O viver perto do mar devia ser um pretexto para a felicidade pura e não para o julgamento erróneo e alimentação de sentimentos verdes ... 
Dados da Foto:
Autor: Eu
Data: 27 de Dezembro de 2011
Local: Ribeira Brava, Ilha da Madeira


E eu sou aquela que um dia irá regressar em definitivo à ilha... um dia!

Sem comentários:

Enviar um comentário