Livro: Depois de morrer aconteceram-me muitas coisas



Sinopse: 
Dez anos depois de ter saído de Portugal, Ricardo Adolfo conta agora a história de um jovem casal de imigrantes ilegais, que um dia se perde e não consegue encontrar o caminho para casa. Brito é imigrante ilegal numa cidade que não conhece e cuja língua não fala. Um domingo à tarde, depois da volta das montras, perde-se a caminho de casa com a mulher e o filho pequeno. E como acredita que para tomar uma decisão acertada tem de fazer o contrário daquilo que acha que está correcto, o regresso a casa revela-se impossível. Depois de uma noite na rua, Brito percebe que se não pedir ajuda pode ficar perdido para sempre, mas se o fizer pode arruinar o sonho de uma vida nova. Em pouco mais de vinte e quatro horas, Depois de morrer aconteceram-me muitas coisas explora o que é viver imigrado dentro de si mesmo - mais difícil do que qualquer exílio.


A minha Opinião: 
O livro surpreendeu-me pela escrita, pela capacidade de reinventar situações, algumas delas hilariantes, e problemas quando se perde a caminho de casa num mundo novo.  A casa clandestina do imigrante ilegal, mas a casa, a sua zona de conforto. Porque viver fora da zona de conforto é duro. Viver fora da zona de conforto com medo é ainda mais duro. Viver fora da zona de conforto com medo sem poder mostrar o receio e estar a ser consumido por uma loucura que tende a se instalar é duro. É duro viver, é duro ser pai, é duro ser marido, é duro ser emigrante, é duro ser clandestino, é duro lutar pelos sonhos. 
Muito bom, o livro.

My rating: 4 of 5 stars 

1 comentário: