Filme: Hysteria (2011)


O filme chegou até mim, através de um amigo que vive em Terras de Sua Majestade.
Quando os amigos nos conhecem bem é assim, as recomendações chegam-nos de vários cantos do mundo. 
Baseado em factos verídicos e contado de forma cómica, diria até feliz, o filme retrata a sociedade britânica da época Vitoriana onde os homens estão demasiado ocupados a construir carreira e as mulheres ocupadas com... nada e por se sentirem inúteis, por chorarem, por mostrarem a sua insatisfação, por simplesmente não esconderem o que sentem são diagnosticadas com histeria. 
Hysteria is the plague of our time. I would venture to say, that half the women in London are affected. It stands from an overactive uterus. In its most severe forms, demands drastic measures, institutionalisation, surgery even. But in its mildermanifestations: nymphomania, frigidity, melancholia, anxiety, it's eminently treatable.
Mortimer é um jovem médico que arranja trabalho com Dr. Robert Dalrymple,  um médico, cujas palavras acima transcrevi e, altamente respeitado e bem sucedido, com uma prática muito popular - massagem pélvica -  especializada no tratamento de mulheres com diagnóstico de histeria. 
Notice the general pallor. As through out History, the medical establishment just offered hysterical women a very small versions of treatments. Water Jets, (...) horse back riding even. I favor a more direct approach. (...) Are you ready Mrs. Parsons? 
As mulheres saem das sessões de tratamento de histeria satisfeitas e ao mesmo um pouco tristes porque as sessões são apenas semanais. 
Still pressing gently. It's a little bit like patting your head and rubbing your tummy at the same time.  
O Dr. Dalrymple vê em Mortimer o seu substituto e um bom futuro marido para a sua filha Emily, que não passa de uma típica snob inglesa, de rosto bonito e dotada artística e intelectualmente. No entanto, é a filha mais velha Charlotte, um verdadeira mulher revolucionária e que está constantemente em conflito com o pai que sonha revolucionar a sociedade que ajuda Mortimer em ser um melhor médico.
Charlotte defende e luta pelos direitos das mulheres, para que estas sejam educadas, possam votar, e viver vidas de forma independente.
Charlotte: What's of the crime of charity and compassion? Very admirable I'm sure. Seems that the help included prostitution, resisting arrest and assaulting police officers. One could only imagine that the cost to England, should be sending university education to all her women. Yes, it's very easy, isn't it? To make fun of woman's lives. I would like to see you, walk for one mile in our shoes. I imagine that your mirth would turn, first to sympathy and then to despair. 
Judge: Be careful, Miss Dalrymple. Your symptoms are showing. 
Charlotte: Until England fully realises the worth and contributions of women, will she be anything other than a second class country despite all her wealth.
Apesar de Mortimer interessar-se por Emily, é com Charlotte que sente afinidade e em acreditar que também pode ajudar aqueles em necessidade. No caso dela, o pequeno bairro pobre onde dá aulas. No caso dele, as mulheres com histeria. Mulheres essas que continuam apenas a ser ignoradas, intelectualmente e fisicamente. 
Devido à quantidade de sessões que Mortimer dá por dia, Mortimer ganha uma tendinite e é graças ao seu amigo e às suas invenções que descobre algo como uma pequena maquineta que roda e vibra. 
I makes your hand all warm. I feel it right  to the bone. Turn it back on. That's bloody marvelous. That's what I call a good steady pressure
E decide experimentar numa paciente. 
Molly:What do you call that little thing? 
Mortimer: I was calling it the feather duster. 
Molly: Well I'd think of something quick, so that a girl knows what to ask for.

E a vida de Mortimer, muda para sempre, mudando também a nossa. 


A história da criação do vibrador contada de forma hilariante.
É de chorar a rir. 
Ideal para animar os ânimos. 


2 comentários:

  1. Patxi,um dia destes vou vê-lo. Pela tua descrição parece-me interessante! Quando pesquiso por filmes na net, faz-me falta algumas referencias para me orientar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Margarida,
      Este senhor costuma ter filmes interessantes. ;)

      Eliminar