Filme: Up in the Air

Em qualquer altura em que esteja no Porto nunca dispenso uma ida àquelas que considero as melhores salas de cinema do País. O filme, claro, foi Up in the Air/Nas Nuvens. 
Entrei na sala com um atraso de quase 10 minutos. Pela primeira vez, que me lembre, atrasei-me para ver um filme. Não sei o que perdi, mas não foi muito pois percebi tudo a partir do momento em que coloquei os óculos. 
A que se deveu o atraso? 
Talvez a uma mochila demasiado pesada. :) 
E que trazemos nós na mochila do dia-a-dia? Para quem anda como eu, trabalho em Lisboa, estou um quarto do ano no Porto em trabalho, vou constantemente à Madeira e nem menciono as idas para fora do País, com a casa às costas, eu sei o que é meter na mala o mínimo, o indispensável.:) 
Tentamos sempre não nos preocupar com a família e não fazer dos problemas deles os nossos. Mas, e depois como é que nos sentimos integrados? Fazemos sempre o esforço em concretizar sempre o que nos pedem ou aquela pequenina coisinha que solicitaram, mas mais tarde apercebemo-nos que o facto de o termos feito não é assim tão importante e o acto que consideravámos relevante afinal é irrelevante. 
Temos um objectivo de vida. E quando o atingimos não sabemos como o celebrar, o que dizer ou sequer conseguir descrever o que estamos a sentir. Nem sabemos com quem deviámos ter partilhado a sensação de 'job done'.
E quando finalmente encontramos alguém que nos liberta, sem necessidades e sem planos durante uns momentos... conseguimos ser extremamente felizes. 
Mas, como tudo na vida, nada é eterno. E voltamos a sentirmo-nos sós, sem objectivo (esse já está cumprido), sem parceiro no crime e vemo-nos exilados na casa que odiamos estar. 
Que nos resta? Família e amigos. 
Porque no fundo, é essa a única bagagem que transportamos na nossa mochila. Seja qual fôr o destino e o contexto da viagem. 

É um grande filme, este Up in The Air.  Identifiquei-me com a personagem do Clooney.
 

 
The slower we move the faster we die. Make no mistake, moving is living. 

Música: Sharon Jones & The Dap-Kings - This Land is Your Land(ver vídeo)

5 comentários:

  1. Quero muito, muito ver este filme. Já tenho planos para ser na Quarta, mas como os meus planos são sempre muito voláteis, vamos lá ver como corre.

    ResponderEliminar
  2. Também está no topo da minha lista de "próximos filmes a ver", mas eu não estou capaz de planear, não depois de trabalhar, esudar, viver tudo ao mesmo tempo. :) Já ouvi muito boas referências deste filme, tenho mesmo de ver!

    ResponderEliminar
  3. É fantástico o filme!
    E Kelle... não tenhas tantos fardos. ;)
    Pensa no que ele diz sobre a mochila.

    Jinhos a todas!

    ResponderEliminar
  4. Patxi, quando me liberto de um fardo arranjo logo outro para me pesar. Sou mesmo assim, até já me disseram que gost de arranjar sarna para me coçar :) Mas ainda vou tendo tempo para os meus planos, que quando queremos arranjamos sempre um tempinho para sermos felizes :)

    ResponderEliminar