As noites em Angola #2.03

(Maianga, Luanda)
Descobri ontem que no nosso cliente cá tenho dois ex-colegas de curso. Com ela já tinha falado em Maio e as probalidades de a encontrar cá, dada a sua nacionalidade, eram grandes. Mas, ele... ele que se apresentou a mim  na altura da praxe como madeirense,... não estava nada à espera. 

Ele não é madeirense, ele é 'cubano', só que na altura namorava com uma madeirense, agora esposa e mãe dos seus filhos. Ele era até bem pouco tempo o único 'cubano' que conhecia com sotaque madeirense. 
Falamos sobre o passado. Ele perguntou-me pelo meu ex-namorado. Não o G.,... perguntou-me pelo P. que era do curso da mulher e que é madeirense. Perguntou-me pela Fátima e sobre as minha idas à Madeira. Fizemos imensas perguntas um ao outro. Demos respostas cheias de entusiasmo como se nunca tivessemos acabado o curso ou estado anos sem nos ver. 
Fiquei surpreendida com uma frase dele:
- Tu nunca perdeste o sotaque!
Nunca fiz esforço para tal. :) 

Vou jantar a casa dele um fim-de-semana destes!
Foto tirada pelo BB, pelas 17h40m, do terraço do prédio onde estou a trabalhar. 



3 comentários:

  1. É daqueles reencontros que vale a pena :)
    Eu tenho é uma dúvida... o que é o "BB"? lol

    ResponderEliminar
  2. Luísa,
    BB é Blackberry.
    ;)

    Obrigada pela visita.

    ResponderEliminar
  3. Ah! Já ouvi falar dessa coisa ;)

    ResponderEliminar