Série: Little Dorrit

Tenho um fascínio pelo Mr. Darcy e este espécie de Mr. Darcy conquistou-me. Tenho seguido com alguma atenção a sua carreira e a conselho do Lights, Camera...History comecei a ver a mini-série Little Dorrit.  
Little Dorrit é uma adaptação do livro com o mesmo nome do Charles Dickens. A série tem o carimbo da qualidade britânica da BBC e a capacidade de nos prender à história desde o ínicio, mesmo com uns episódios pelo meio um bocado monótomos, ganha novo fôlego nos episódios finais. A parte mais monótona da série deu-se quando a família Dorrit tentou viver sem um passado. Admiro imenso a capacidade das pessoas que tentam deixar o passado para trás e não se lembrar dele. Ignorar o passado, fazer de conta que ele não existe é muito complicado. O passado é o que nos faz o que somos hoje. Mesmo quando nele existem pessoas que nos magoaram e nos fizeram sofrer. Viver com passado é viver honestamente. 


"Se queres viver alegremente, não te preocupes com o passado" Goethe

São 14 episódios de 30 minutos que nos prende e nos leva até Inglaterra do século 19. Num século onde já existia espécies de Maddof's. :)



3 comentários:

  1. Mr. Darcy só há 1 - o Colin Firth e mais nenhum! :P

    Mas aqui fica a nota para procurar esta série. :D

    ResponderEliminar
  2. Acho que o Colin Firth é o Mr. Darcy de toda uma geração. Detestei o Mr. Darcy do filme mais recente. E já agora, a Elizabeth também não era grande espiga em comparação com a "original".

    ResponderEliminar
  3. Não há amor como o primeiro. :)
    Mas, olhem que o Matthew surpreende muito e nos primeiros episódios de Little Dorrit só pensava nele como Mr. Darcy, pelas atitudes, pelos gestos da personagem.
    Foi Brutal. Pela primeira vez não consegui deixar de associar.
    WOAB: a Elizabeth do filme não chega aos calcanhares da Bennet original. :)

    ResponderEliminar