Filme: Invictus

Invictus é um grande filme. Vale a pena vê-lo, vale tanto a pena que fiquei sem palavras e reacção depois de ter acabado. 


Invictus

Out of the night that covers me,
Black as the Pit from pole to pole,
I thank whatever gods may be
For my unconquerable soul.

In the fell clutch of circumstance
I have not winced nor cried aloud.
Under the bludgeonings of chance
My head is bloody, but unbowed.

Beyond this place of wrath and tears
Looms but the Horror of the shade,
And yet the menace of the years
Finds, and shall find, me unafraid.

It matters not how strait the gate,
How charged with punishments the scroll.
I am the master of my fate:
I am the captain of my soul

 William Ernest Henley

7 comentários:

  1. Quero muito ver este filme: pelo Matt, pelo Morgan e pelo Clint (que adorei em Gran Torino).
    Vamos ver se arranjo tempo para todas estas coisas que quero fazer.
    :-)

    ResponderEliminar
  2. Adorei o filme! Estava a pensar em colocar esse poema no meu blogue! :P

    ResponderEliminar
  3. Coloca Luísa. Porque o Poema é lindo, lindo, lindo. ;)

    Jinhos.

    ResponderEliminar
  4. Não sendo dos melhores do Eastwood é, no entanto, um excelente retrato de um momento de um grande Homem.

    E o poema é profundo...

    ResponderEliminar
  5. Para mim Mystic RIver e GranTorino são as grandes obras primas do Eastwood.

    :)

    ResponderEliminar
  6. Eu AMO o Gran Torino. É dos meus filmes favoritos!

    ResponderEliminar
  7. "Para mim Mystic River e GranTorino são as grandes obras primas do Eastwood."

    Concordo em absoluto. Mas este "Invictus" é também um filmão.

    beijocas

    ResponderEliminar