Life is a Mixtape


Li o livro Love is a Mixtape o ano passado e lembro-me de na altura ter pensado que nunca ninguém tinha tido o trabalho de um dia ter feito uma mixtape dedicada a mim, cheguei ao cúmulo de pensar como é que era possível nunca ter tido direito a uma mixtape tendo em conta a minha paixão pela música. Em muitos momentos da minha vida a música está presente, a música é o som da minha vida, não tenho passarinhos, não tenho grilos, não há automóveis nem buzinas, nem mesmo o som do mar. Tenho música, música em várias línguas, música com vários instrumentos, música de todos os tipos. A minha vida é uma mixtape e como qualquer outra vida, na minha vida há amor,  há amizade, há momentos de raiva, e , pasmem-se porque aqui mostro a minha fraca veia filosófica, a raiva é também uma mixtape, o amor é uma mixtape, a amizade é uma mixtape, os sentimentos que se apoderam de nós é uma mixtape.
E eu nunca tinha recebido uma mixtape... até a semana passada. 

2 comentários:

  1. As mixtapes dizem tanto de quem as faz e de quem as recebe...

    A @ L, A

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta mixtape consegue ter músicas que me dizem imenso, mas mesmo muito.
      E é verdade quando dizem que as mixtapes dizem muito de quem as faz. Fiquei a conhecer melhor quem ma deu.

      Eliminar