Filme: Extremely Loud & Incredibly Close (2011)


Quando li o livro lembro-me de ter chorado, lembro-me de ter fechado o livro e de ter ligado aos meus pais.
Hoje vi o filme e voltei a ligar aos meus pais após o fim do filme, desta vez não fui bem sucedida e não me atenderam.

Já não me lembrava se tinha cá o livro ou se tinha emprestado, descobri-o numa das estantes de livros em inglês e pairou a lembrança que já foi dos livros que mais aconselhei às minhas amigas da ilha, mas elas ... ah, é em Inglês? esquece. Não fizeram o esforço, não se aventuraram, não procuraram um desafio, não procuraram a resposta. Ao contrário do protagonista de Extremely Loud & Incredibly Close. 



5 comentários:

  1. Também já vi e chorei...chorei muito! Foi o 1º filme que vi sobre o tema, por incrível que pareça!

    Gostei muito do filme, achei que o miúdo esteve incrível no papel...a Bullock e Hanks estiveram iguais a eles próprios, nada a apontar!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. I Hate Tom Hanks...
      nem comento a performance dele.

      Eliminar
  2. Lool da mesma maneira que não sou fangirl de nenhum actor, também não tenho ódios de estimação! Ou melhor, há um que me irrita....Nicolas Gage, mas não chega ao ódio!;P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tirando Forrest Gump, que é o filme que lhe acenta que nem uma luva, odeio-o como actor.
      Só é bom a fazer papeis de parvo.

      Eliminar
  3. Ao contrário da grande maioria das pessoas, não achei o livro assim tão boooooom. Principalmente porque o miúdo me irritou até mais não. A sério, só me apetecia bater-lhe, achei das personagens mais "obnoxious"de todo o sempre. Gostei mais do filme, em que ele está mais suportável. E choraminguei no filme :)
    E gosto muito do TH ;)

    ResponderEliminar