tua rosa, teus espinhos (...) posso magoar-me sete ventos, vinhos e caminhos

Fui convidada pelo NESDlx a escrever um artigo sobre a minha experiência em terras continentais.
Indiferentemente da cor partidária, o objectivo é relatar a nossa vivência como madeirense em terras desse mundo além.
Tive alguma dificuldade em começar, em lembrar-me de pormenores pelos quais passei. Cheguei a sonhar com Coimbra. Não consegui ordenar a minha experiência por ordem cronológica. Não consegui enumerar pequenos incidentes que fazem de mim aquilo que sou hoje.
Mas consegui mostrar, tal como os outros convidados, que ter estudado, ou estar a estudar/trabalhar fora da ilha é dos acontecimentos mais enriquecedores que tive e tenho.

A ordem cronológica, essa é insignificante, pois baseia-se em números, ora vejamos:
- Fui caloira em Coimbra no ano lectivo de 1995/1996;
- Dei um grande passo no sonho de seguir uma vida académica quando, em 2003, participei no CAPSI com um artigo escrito por mim e sobre o meu trabalho;
- Em 2004 desisti da vida académica. O sonho era mais uma ilusão. Não havia grandes perspectivas no horizonte.
- Em 2005 iniciei a minha actividade na blogosfera no livejournal;
- Trabalho em Lisboa desde 05 de Fevereiro de 2005. E até celebrei esse facto aqui no blog quando fiz 1 ano de lisboeta;

Os números fazem-me sentir velha. Presa num passado longíquo.
Gosto mais de dar importância aos acontecimentos, consegue ser mais relevante. Fico presa aos sentimentos, desses não consigo fugir.
Foi com base nos acontecimentos, no impacto que os mesmos tiveram na minha vida que escrevi o artigo.
Espero que gostem.
Eu gosto de todos os artigos, são todos diferentes, todos iguais.

Gostaria de destacar o artigo da Margarida, a mais igual entre nós, os diferentes! :)





Música: Clã - Aqui na Terra

Sem comentários:

Enviar um comentário