Sometimes I'm Up Sometimes I'm done


Harry: I'm leaving Pat. Because I want to be trully happy
Rich: Oh......... What's her name?

Se há algo que não percebo no sexo oposto é a capacidade que têm em viver com uma mulher sem amor, sem paixão, sem que o coração bata mais forte ou sem olhar para ela com aquele ar apaixonado quando acontecem pequenas coisas que fazem do relacionamento o melhor acontecimento da vida de ambos.
A capacidade que têm em desafiar as regras do jogo e serem até capazes de ficar com a namorada do melhor amigo. A frieza com que planeiam a conquista e a destreza com que atacam na hora certa calculando todas as fraquezas do sexo feminino tornando-as em fantásticas oportunidades fazem deles um sexo a estudar. :)

O filme Marrried Life relata um pouco essa capacidade masculina.
As mulheres essas, bem continuamos a fazer tudo por amor e quando apaixonamo-nos por outro evitámo-lo porque não podemos deixar quem nos ama.

A woman needs to be loved, and that's true. But it's not the whole truth. She also needs somebody to love




Música: Louis Armstrong - Nobody Knows the Trouble I've Seen (ver vídeo)

4 comentários:

  1. É assim, mas na verdade é um pouco mais complicado do que isso...

    ResponderEliminar
  2. Para ser sincero, nao concordo muito com essa ideia. Talvez a alguns sejam assim, mas acho que generalizar é um pouco exagerado... Mas lá está, falo apenas por mim e como não me identifico mesmo nada com essas palavras....

    ResponderEliminar
  3. Chico, há sempre excepções. ;)
    Mas, olha que conheço 99 gajos que acabaram os seus relacionamentos por causa de outra. :)

    ResponderEliminar
  4. Claro que ha excepcoes (se calhar nao tao poucas como isso ;) E eu conheco N (N < 99) gajas que acabaram por causa de outro... So para dizer que no final tanto faz ser homem ou mulher, a capacidade (ou falta dela) para amar nao tem nada a ver com o sexo ;)

    ResponderEliminar