Livro: Servidões



"¿e a música, a música, quando, como em termos extremos 
a ouvirei eu,
e ela me salvará da perda da terra, águas que a percorrem, tão primeiras para o corpo mergulhado, 
magníficas, 
desmoronadas, 
marítimas, 
e que eu desapareça da luz delas - 
só música ao mesmo tempo nos instrumentos todos, 
curto poema completo, com o autor cá fora salvo no derradeiro instante 
numa toalha luminosa" 
in Página 55


My rating: 4 of 5 stars

Sem comentários:

Enviar um comentário