Filme: Will (2011)



"You'll never walk alone" é o nome de uma música muito antiga e o lema do Liverpool FC. A frase sempre fez todo o sentido, na vida e em tudo o que ela nos traz, seja nas vitórias ou nas derrotas do futebol ou como consequência de simples decisões que fazemos. 
O filme Will de 2011, é para mim, dos melhores filmes que já vi dedicados à paixão pelo futebol.
Após a morte da mãe de Will, o Pai (Damien Lewis) desaparece durante três anos deixando em Will a paixão pelo futebol. Quando volta à vida de Will, o pai está disposto a compensar o tempo perdido. Will é fã do Liverpool FC, e é considerado uma enciclopédia ambulante sobre a história do clube. Estamos no ano de 2005, e o pai promete levar Will à final da taça da Liga dos Campeões, em Istambul, se o Liverpool passar das meias-finais.
O Pai de Will morre.
O Liverpool chega à final.
E Will está decidido, por amor ao pai e ao clube, ir assistir ao jogo.
Numa aventura que estava disposto a ter sozinho, Will apercebe-se que nas grandes caminhadas da vida, nunca estará só. (
"You'll never walk alone"). 

Adorei o filme, emocionei-me, chorei imenso, e deu-me vontade de ir ver um jogo de futebol ao estádio, algo que não faço desde um Marítimo-Olhanense no dia do Pai em 2011. 

Altamente recomendável. 

Sem comentários:

Enviar um comentário