Filme: Truly Madly Deeply (1990)


Este Natal, entre os habituais shots de whisky e de muitas palavras trocadas (este ano acompanhadas de muitas lágrimas limpas por aventais), e depois de muita louça lavada, uma tia recomendou-me ver este filme, por causa da frase abaixo.
Diz ela que este filme é um dos seus guilty pleasures. Eu não conhecia o filme. :( 

Jamie (the ghost): ... There's a little girl I see from time to time - Alice, who's three. Well, three and a half. Oh, she's great. Everyone loves her, but she's not spoiled - Well, wasn't spoiled. She was knocked over and she died. Her parents, and family, and friends from kindergarten... She used to go to this playground. See, they made an area in the park. Gave 'em money for swings, and little wooden animals, and there are these plaques on the sides of the swing, bottom of the horse: 'From Alice's mom and dad. In Memory of Alice, who used to play here'. And of course, Alice goes back there all the time. And when you see the parents take their child from the swing, and see the sign... They hold on to their son and daughter, so tightly, clinging on for dear life. And yet... The capacity that people have to love... Where does it go?

Gostei, é interessante e como é do mesmo ano que Ghost, O espírito do amor, pergunto-me se nesse ano não havia a moda de fazer filmes sobre amores que morrem e regressam como fantasmas.
Truly, Madly Deeply ganhou o BAFTA de melhor filme, Ghost ganhou o Óscar de melhor argumento original. Acho e sempre achei Ghost sobrevalorizado, talvez devido ao facto de ter um argumento muito mais comercial, que vende, por causa das cenas eróticas? Não sei. Truly Madly Deeply não é nada disso, é mais frio, o que os une é mais forte que o erotismo, é o amor à música, a intimidade, não há cenas românticas, há frases que tocam. 

Nina: My feet will want to march to where you are sleeping, but I shall go on living. 

Sem comentários:

Enviar um comentário