Do amor e outros demónios #10

O poder da impotência, a sensação de inutilidade, o querer mostrar ser forte sem o ser, as lágrimas escondidas, o luto por antecipação, a ausência de notícias, a necessidade de mais exames médicos, a urgência em querer amar, o arrependimento do não ter feito e o inevitável pedido de milagre. Não há nada que uma vigília ou grupo de apoio ajude. O maior apoio que podem dar é o silêncio e o não questionarem sobre o assunto. Porque desde o diagnóstico os minutos transformam-se em horas, as horas em dias, os dias em meses... e às vezes basta uma pequena melhoria para por breves instantes sorrirmos e acreditarmos no eterno. Mas o eterno é uma miragem e se aquele por quem sofremos por antecipação nos diz que dois anos não é nada, sentimos que a morte não é um fim e sim um meio para atingir uma fase desconhecida por nós. 


Música: Nick Cave, Kylie Minogue, Shane MacGowan, Blixa Bargeld, Mick Harvey - Death is not the end


P.S. - A minha mãe continua estável (o meu pedido de milagre).
P.S.2 - Sou a favor da doação de órgãos 

Sem comentários:

Enviar um comentário