Your reaction To my action Is what I want to see

Não consigo tirar o filme Closer da minha cabeça.
Simplesmente não consigo!


De manhã peguei no carro e acho que distraída consegui conduzir até ao trabalho - sim, quando nos chegam RFPs vindos do nada, trabalhamos ao fim-de-semana - pois só pensava nos meus últimos 7 dias de vida. Desde o re-encontro de ex-alunas em Coimbra, passando pelos 5 dias preenchidos de trabalho no Porto até ter sonhado a noite passada com o filme 'Closer'.


Este filme marcou-me imenso em 2005. Há algo nele que me faz regressar a esse ano e acreditar que a vida é um jogo em que nem sempre entramos para ganhar.
Em 2005, lutei pela pessoa que amava e, hoje, acho que fiz bem porque ganhei imenso, mas, olhando para trás sinto que perdi muito mais, pois mudei muita coisa em mim para agradar a outrém.
Mas, nós somos assim, mudamos com o mínimo de peso na balança, quando na roleta a bola não cai onde queremos, ou simplesmente quando as pessoas nos escondem algo. E a mentira e a omissão,... a traição foi das maiores dores que senti até hoje.


Há uma parte no filme Closer, em que a Anna (Julia Roberts) pergunta ao Dan (Jude Law) se ele se sente aborrecido com o Amor. Ele simplesmente responde, que não, que o amor o decepciona!
(Instante 1'46'' do vídeo no youtube.)



E eu,... eu, usando as palavras do Dan, posso afirmar seguramente que lido melhor com as decepções! Daí que, nos últimos tempos e de vez em quando, dou por mim a beliscar-me. Aconteceram-me tantas coisas nos últimos 2 anos que achava que os deuses lá de cima tinham abandonado-me. No entanto, e apesar de não ter as coordenadas GPS exactas sobre o que quero no fim, sinto que o caminho que estou a percorrer é o mais correcto.


Música: Jem - Come on Closer (ver vídeo)

3 comentários:

  1. Este filme também me marcou bastante, ainda outro dia o revi.
    É sempre difícil sabermos se o caminho que escolhemos é o melhor, mas acredito que estás no bom caminho, tal como acredito que também faço a melhor escolha no meu.

    ResponderEliminar
  2. And so it is
    Just like you said it would be
    Life goes easy on me
    Most of the time
    And so it is
    The shorter story
    No love, no glory
    No hero in her sky


    Esta música ficou-me na memória e quando oiço-a lembro-me do filme e vice-versa.

    Se não tivessemos que fazer escolhas, a vida seria muito boring. O sucesso está em fazer a escolha que nos faz feliz, no matter what.
    :-)

    ResponderEliminar
  3. Adorei esse filme também. Já o vi umas quantas de vezes, já o ofereci em DVD mais que uma vez e a banda sonora está na minha colecção de mp3 ;)
    Também é um dos filmes da minha vida (palavra por palavra como tu as escreveste)...

    ResponderEliminar