Livro: O Filho de Michel Rostain


Sinopse 
O meu pai está no caos da sua primeira semana de luto, quando as cerimónias já tiveram lugar e os amigos se foram embora. Solidão, é aí que começa verdadeiramente a morte. Passou o dia a escolher as minhas coisas, a chorar entre dois telefonemas, a assoar-se abundantemente sem sequer invocar o pretexto da alergia ao pó. Resigna-se a deitar fora os meus velhos livros, depois de ter lido meticulosamente aquelas nulidades acumuladas, não fosse acontecer que eu tivesse esquecido alguma nota, um desenho, uma coisa qualquer pessoal que lhe servisse de mensagem. Não encontra nada, nenhum sinal. Depois destas horas de buscas aterradas - e apesar de tudo indiscretas, pai, é verdade que morri, mas, mesmo assim… -, eis que repara de repente, em rodapé daquela convocatória que o intrigava, numa indicação escrita a lápis, em letra muito miúda…


Minha Opinião
Soube da existência deste livro através do podcast da Antena 2 "Última Edição", e não descansei até o ter em mãos e o ler. 

O livro conta-nos a vida de um casal e a sua relação com o Filho (único), que é atingido por uma doença/vírus fulminante.
Os pormenores das horas antes da morte em casa, a chamada para os paramédicos, os momentos nas urgências, o anúncio da morte, a ida à morgue, o vestir, as decisões no momento em que apetece bater e deitar a culpa a alguém, a cerimónia, os dias após a cerimónia, os meses após a morte, os anos após a morte, ... relatado do ponto de vista de quem está a partir, partiu.É a sobrevivência à morte narrada por quem não sobreviveu. 

Comovente, dramático, realista, bem escrito e sincero, porque acima de tudo "Consegue-se viver com isto."


O Filho by Michel Rostain
My rating: 4 of 5 stars

Sem comentários:

Enviar um comentário