Da vida dos outros



Não lamentes serem os versos
saberes tão frágeis
as flores mais belas são as que se colhem
quando ainda se ignora a morte
José Tolentino Mendonça

Sem comentários:

Enviar um comentário