A vida corre inteira pelas nossas mãos

Vários nascimentos foram-me anunciados para 2009, 3 deles já aconteceram. Um nunca irá acontecer.

A vida é feita por nascimentos, baptizados, crismas,bailes de finalistas, Latadas, Queimas, casamentos, funerais.
Comemoramos a vida sempre com celebrações deste género.


Ainda há dias o meu irmão mais novo fez o crisma.
Diz-se um homem agora.
E eu ainda lembro-me do dia em que ele nasceu e do dia do baptizado dele.
O baptizado dele coincidiu com o meu baile de finalistas da ESFF. Eu não assisti à celebração dele porque estava a celebrar a minha vida.

Este ano não fui à Queima. Optei por um retiro.
Este ano celebrei a vida de outra maneira.

Quando voltei do retiro tinha umas 10 chamadas não atendidas do pessoal de Coimbra.
Ontem contaram-me os pormenores das jantaradas e das idas ao parque.

Como celebraram a Queima de 2009.


A semana passada, um dos meus melhores amigos - o casal de Macedo de Cavaleiros - anunciou-me que vai ser pai em Setembro.


Hoje comunicaram-me um casamento. Um daqueles amigos de Coimbra que ganhamos graças ao namorado da altura. O namorado foi-se, o amigo fica. :) E em Outubro irei celebrar com ele uma nova fase da vida dele.

A vida é feita de celebrações.

E hoje eu celebrei. Cheguei a casa abri uma mini e comecei a celebrar.
Celebrei o facto de conseguir manter amigos.

Celebrei o facto de ter conseguido superar uma separação dolorosa.

Celebrei o facto de conseguir viver sozinha ao contrário do que o meu ex dizia.

Celebrei o facto de ter força e poder lutar pelos meus sonhos.

Celebrei o facto de ter sido promovida e ter a meu cargo uma nova função na empresa.

Celebrei porque HOJE senti-me feliz.


Consequência: bebi uma
mini por cada celebração. Dei cabo do meu stock caseiro.
6 minis depois acompanhadas de um filme sobre a
Jane Austen hoje senti que a vida corre mesmo pelas nossas mãos. Que são as nossas escolhas que nos levam a ser feliz. Que são as nossas forças que nos fazem aquilo que somos. Que somos muitas das vezes aquilo que queremos.

Como disse o Faraday do LOST, somos as variáveis. E dessas escolhas temos como consequência as várias celebrações.

(...)

Estou a divagar (...) Acho que vou dormir! Já são horas e amanhã - ou devo dizer hoje? - é dia de trabalho.






Música: Os Golpes - A Marcha dos Golpes

7 comentários:

  1. (abano a cabeça descrevendo uma linha vertical... A vida corre inteira pelas nossas mãos!)

    Um bom resto de semana!
    A.

    ResponderEliminar
  2. Olha, fizeste tu muito bem! Celebra as coisas boas que são essas que vão ficar para sempre no nosso cantinho de recordações! E é tão bom celebrar, seja sozinha ou acompanhada! O que importa é ser feliz!! E eu este ano tb nao fui à queima! Troquei a queima por Londres :)

    ResponderEliminar
  3. Só por causa disto acho que hoje vou chegar a casa e abrir uma mini para comemorar :) Ou isso ou vou bebe-la ao Rocks com a malta :p

    ResponderEliminar
  4. uma só? que menina. :)

    Eu sozinha bebi 6. :S

    Uma ida ao Rocks tb é boa ideia. ;)

    ResponderEliminar
  5. Gostei. Muito! É sempre bom lembrar que devemos celebrar, mesmo que seja sozinhas. Hoje também vou celebrar. Não com uma mini, que não bebo, mas com um copo de vinho. :)

    Beijo grande *
    Mariana

    ResponderEliminar
  6. Eu só bebo uma de cada vez :D Mas agora que a Mariana fala em vinho, um copinho de tinto com um queijinho é capaz de ser uma melhor ideia!

    ResponderEliminar
  7. fizeste-me lembrar que tenho de celebrar as coisas boas da minha vida!

    muito obrigada,

    o maior sonho de lisboa :))

    ResponderEliminar