Coisas madeirenses

O meu irmão J. chegou hoje a Lisboa. Veio passar o fim-de-semana ao "Continente".
E não pensem que veio para estar com a mana ou com o irmão caloiro... que nada, veio com um amigo e vão passear pela Beira interior, para ficarem a conhecer o interior de Portugal. :)

Logo de manhã fui buscá-lo ao aeroporto. A minha mãe mandou por ele "algumas coisinhas" para mim e para o A. - o caloiro.
No aeroporto, quando vi o J. chegar ao pé de mim com três malas pensei que ele vinha de vez. :o
Vocês nem imaginam o que é que a minha mãe e o meu pai entendem por "algumas coisinhas".

A única coisa que tinha pedido foram pipinelas. Que adoro. E aqui, em Lisboa é tão caro e raramente se vê à venda. Chama-se xu-xu por cá. Na Madeira até oferecem de tantas haver.


Além da pipinela, eis o que recebi:
- batata doce (que torna as minhas sopas mais saborosas)
- bolo de mel (que não aprecio)
- broas de mel (soberbas. :o)
- palitos de cerveja (já devorei meio saco)
- banana (sim da madeirense, pequena e gostosa ;))
- mel de cana de açucar (no caso de fazer sonhos ou malassadas, os madeirenses não usam açucar e canela)
- 1 garrafa de aguardente (este item já foi o meu pai que colocou no saco. Diz que é para o G. fazer poncha)


Enquanto vocês pensam no que vou fazer com isto tudo, vou até à cozinha, pegar no caralhinho, na aguardente e no limão e fazer uma poncha. ;)
caralhinho

P.S. - A pipinela é cozida tal como a semilha aka batata.