a ler: As Benevolentes de Jonathan Littell



"Ora, a máquina do Estado é feita do mesmo aglomerado de areia friável de que é feito aquilo que tritura, grão a grão. Existe porque toda a gente aprova a sua existência, até mesmo, e muitas vezes, até ao último minuto, as suas vítimas. "


Sem comentários:

Enviar um comentário