Livro: Mais um dia de Vida de Ryszard Kapuściński



Sinopse
Setembro de 1975: Luanda, a capital de Angola, está cercada.
Gigantescos caixotes de madeira, cheios com todos os bens móveis imagináveis, amontoam-se nas docas. Os portugueses e os seus haveres vão partir, abandonando a cidade de Luanda a filas e filas de carros muito bem estacionados e às matilhas vagabundas de cães de luxo - a um vazio e desolação crescentes.
Ryszard Kapuscinski foi a Angola fazer a cobertura da última fase da luta que pôs fim a quatrocentos anos de domínio colonial português. Viajando pelo campo, deparou-se-lhe uma guerra bizarra e mortífera dentro da guerra pela independência nacional. Três exércitos de guerrilha maltrapilhos estão envolvidos numa batalha sangrenta para decidir quem governará o país libertado - um jogo brutal, em que os jogadores mal se conseguem distinguir uns dos outros.
Kapuscinski está no meio de tudo isso. Ao aproximar-se de cada posto de controlo em estradas cheias de entulho e cadáveres, pergunta-se vezes sem conta: De que lado estão estes soldados e o que será de mim?
Um relato admirável de um país dividido pela sua liberdade recém-adquirida, escrito com magistral domínio de tom e de ritmo.
O sofrimento e o caos mortífero da guerra civil e colonial em Angola são os tópicos deste livro forte e comovente.

Minha opinião
Excelente trabalho jornalístico, feito no terreno, sobre os dois meses que antecederam o 11 de Novembro de 1975, em Angola.
Obrigatório ler.





My rating: 4 of 5 stars

Sem comentários:

Enviar um comentário