33ª Páscoa - Parte 1/2

A Páscoa nunca foi uma celebração muito apreciada por mim.
Quando era mais nova era motivo para dar largas à minha criatividade e veia artística. Fazia teatro sempre pela catequese e adorava.
Jogava ao Belamento e alterava o meu trajecto para a escola C+S do Estreito todas as manhãs - o que não era fácil, visto que entre a minha casa e a escola é uma linha recta - e tinha um adversário predilecto, o meu primo Gil.
Revendo os anos em que jogamos um contra o outro não sei quem ganhou mais amêndoas de chocolate, se eu se ele. O último ano em que jogamos foi no meu 10º ano, a escola era diferente, eu passava a maior parte do tempo no Funchal, acho que ficou empatado.



Este ano não joguei ao Belamento e também não posso comer amêndoas.
Fiz uma pequena cirurgia chamada
Implantologia.

Tenho a cara no gelo e estou a antibióticos e analgésicos.
E o que mais me apetece é sentar-me no sofá e comemorar a minha 33ª Páscoa com um copo de tinto. :)