If all our days are numbered

Há 1 ano consegui finalmente encarar a verdade.
Há 1 ano cansei-me de viver de ilusões e de mentiras.
Há 1 ano apercebi-me que estava cansada de lutar por alguém que não lutava por nós.

Há 1 ano e após uma longa conversa pediste-me um tempo e eu dei-to.
Há 1 ano separei-me de ti
Há 1 ano fui à arrecadação buscar a minha roupa de cama de solteira porque só o facto de saber que poderia dormir nos mesmos lençois que tu fazia-me mal.
Há 1 ano pedi acolhimento a uns amigos especiais.
Há 1 ano sai de casa e nem te preocupaste em saber onde estava.
Há 1 ano fizeste com que vivesse na mentira por mais 2 meses e nunca hei-de esquecer o quanto me senti mal pelo facto de teres ido ao casamento do meu irmão P. só porque a viagem já estava comprada e porque tu querias um tempo.

Hoje acho que demorei a ter coragem. Foram mais de 8 meses de mentiras e infelicidade.
Hoje penso que podias ter sido mais sincero, mais fiel aos teus princípios, mais humilde e que acima de tudo tivesses respeitado os meus sentimentos por ti, mesmo que a verdade doesse.

Hoje não sinto a tua falta.
Hoje sei que sou feliz sem ti.
Hoje lembrei-me de ti porque lembraram-me de que eu há um ano tive uma crise de ansiedade.



Música: The Killers - Why Do I Keep Counting

7 comentários:

  1. É bom saber que hoje não sentes a falta dele e que és feliz sem ele, além de que bastou apenas um ano para isso acontecer :)
    Pode parecer muito, um ano, mas tendo em conta que tenho uma amiga que há anos que suspira pelo mesmo rapaz que lhe deu com os pés há imenso tempo, um ano parece pouco ;)

    Bjinhos

    ResponderEliminar
  2. :)
    Para conseguir superar a grande dor que me invadiu demorou a tomar atitudes!
    Nos primeiros 3 meses só chorava pelos cantos e passava a vida a ligar-lhe. Até que a agonia que senti em ser trocada foi tão grande, tão grande que MUDEI a minha rotina por completo.
    MUDEI muita coisa, MUDEI principalmente as coisas que fazia porque ele gostava e comecei a fazer coisas que nunca pensei fazer ou que ele dizia sempre que eu não tinha coragem para fazer.

    Fiz mais amigos, passei a ir ao cinema sozinha, a concertos sozinha ou com amigos com gostos diferentes!

    Dei prioridade às amigas e à família. Fui passar fins-de-semana sozinha a locais que ele nunca queria ir!

    Ou seja, re-inventei-me e ao mesmo tempo apercebi-me de que ele deixou de fazer falta...

    Sinto falta de sentir carinho e do efeito borboletas no estomágo... Mas, para isso, tenho que estar preparada para voltar a amar. ;)

    Obrigada pelo excelente POST.

    Jinhos,

    ResponderEliminar
  3. É bom saber que 1 ano depois estás feliz e a aproveitar a vida. Fico muito, muito contente!

    Beijo grande *
    Mariana

    ResponderEliminar
  4. Podes ter demorado (ou não) a reagir, mas reagiste! Deste a volta por cima e hoje és FELIZ :) Neste momento podes não sentir aquele efeito borboletas no estomago, mas para compensar estás rodeada de amigos e família (que pelo que já percebi ADORAM-TE), além disso tens vivido novas experiencias que parece que nunca pensaste viver, conhecido novas pessoas, e por aí fora.
    Pode parecer estranho dizer isto, mas no fundo se calhar até foi melhor assim: terem terminado...
    Assim estás disponível para conhecer alguém que realmente goste de ti e se calhar alguém por quem não tens que deixar de fazer algo só porque a pessoa não gosta (percebes o que quero dizer?).
    Este comentário já vai longo lol resumindo: o que interessa é seres FELIZ!!

    Bjinhos

    ResponderEliminar
  5. está tudo dito. és uma GRANDE MULHER!
    lá diz a canção "quem perdeu, foste tu, só tu e nunca eu; afinal, hoje o papel principal é meu"

    ResponderEliminar
  6. um mês, um ano ou dois, o que é que interessa?? O que interessa é que hoje estás não só diferente mas mais forte e feliz!

    Beijocas

    ResponderEliminar
  7. O mais importante é que estás bem, o resto é história. Beijos

    ResponderEliminar