da morte...

29-08-1949
05-10-2015


Doença Prolongada. 
Piorou com a morte de duas irmãs e da mãe, de um cunhado e de um sobrinho.
A minha família, do lado materno, perdeu seis pessoas em três anos. 
Se eu estou que nem posso - farta desta fase em que os que amamos começam a partir - haviam de ver os meus tios e o meu pai. 

Partiu o mais inteligente, o mais sarcátisco e o que mais livros leu, na minha família.

Estou a ficar cada vez mais vazia.





Sem comentários:

Enviar um comentário